A ONG PlayPower finalmente mostrou o que viria a ser o uso de computadores de 8 Bits (a.k.a. Nintendo 8 Bits) como plataforma de inclusão digital ao redor do mundo. Eles estão propondo o uso destes equipamentos baseados realmente na plataforma do Nintendinho (que custa MESMO em torno de US$ 10) e demostraram o CAL (Computer Aided Learning). Para eles, a simples habilidade em digitar dados pode ser a diferença de qual carreira a criança pode seguir. Só pra constar: o Brasil já tem seu similar (que não custa apenas US$ 10), que é o PC Game, da Dynacom.

Fonte: Depois do OLPC, vem ai o computador de 10 dolares! by Zumo Blog: Tecnologia. Opinião. Inteligência.