A nova plataforma portátil Tigris tem tudo para se converter na próxima estrela da AMD: roda vídeos em 1080p, DirectX 10.1, codificação de vídeo para Radeon HD 4200 e um processadr dual Caspion de 45 nanômetros. O resultado é uma melhora de 42% em em seu desempenho multimídia e uma autonomia de bateria de 25% maior. Já o Congo, graças a seu HD 3200 e seu processador Neo de núcleo duplo, tem um rendimento de até 2 horas e 26 minutos de utilidade. Devem chegar a tempo de já ser lançado próximo ao lançamento do Windows 7.

Mais @Engadget.com