Calma. Antes que vocês comecem a me xingar, quem mostra isso claramente é a própria Nokia, e temos gráficos para provar as intensões deles com o sistema operacional móvel que por muitos anos impulsionou a Nokia para ser uma das gigantes da tecnologia.

As imagens que você vê neste post foram exibidas durante a apresentação feita por Stephen Elop, CEO da Nokia, e Timo Ihamuotila, diretor financeiro da empresa. Partindo do princípio que não há prazos, nem datas pré-estabelecidas, vemos claramente nos gráficos que Symbian, com o passar dos anos, acabará sendo consumido pelo Windows Phone, tão logo Nokia e Microsoft terminem o processo de transição dessa nova fase.

Tudo aponta que em 2012, além do fim do mundo (para alguns, eu estarei aqui para cobrar vocês em 23 de dezembro de 2012), teremos o fim definitivo do Symbian no cenário comercial de dispositivos móveis. A iniciativa também deve ajudar a cortar gastos da empresa no que se refere a pesquisa e desenvolvimento de novos produtos (abaixo, gráficos de porcentagem estimados), que são gastos elevados para qualquer empresa.

Resumindo, é o adeus. Particularmente, acho o Symbian um grande sistema, principalmente nos aparelhos da série E (E61, E61i, E63, E71, E72, etc), porém, a verdade é que o sistema não funcionou com os novos dispositivos, e sobreviveu por tempo demais. Descanse em paz, velho amigo.