YouTube-videos.jpg

Não poderíamos começar o dia de postagens do blog sem uma pequena brincadeira de 01 de abril. E como todos os anos o YouTube resolve aprontar alguma, vamos falar da brincadeira deles desse ano. Eles decidiram publicar um vídeo onde eles finalmente vão encerrar o tal concurso de “o vídeo definitivo do YouTube”, depois de oito anos de funcionamento do site. O problema é que, para definir qual é o “vencedor”, eles vão ter que tirar o site do ar. Por dez anos.

O vídeo mostra imagens dos escritórios do YouTube, com os seus mais de 30 mil funcionários, revisando todo o conteúdo que foi enviado para o YouTube até hoje. Tim Liston, o “diretor da competição”, afirma que finalmente eles conseguiram tempo para escolher o “vencedor”. Também informa que todo o processo para determinar o escolhido vai levar pelo menos dez anos para ser concluído, e que o resultado só será revelado em 2023, que é quando o YouTube voltará a ficar online.

O vídeo também mostra entrevistas com vários donos de contas populares no YouTube, comentando o concurso. Vale lembrar que o “prêmio” para o vencedor é um MP3 player que pode ser transportado na gola de sua camiseta, além de US$ 500 para serem usados na produção do próximo vídeo.

O que vale nessa postagem é a diversão, além de dar boas risadas. Imagino que se algum dia o YouTube realmente sair do ar, metade da internet entra em colapso, e veremos um cenário de pesadelo para alguns usuários que conquistaram a sua notoriedade através dos vídeos enviados para o site. Afinal de contas, onde poderíamos ver hands-on e reviews de produtos de tecnologia, ou os Harlem Shakes da vida?

Felizmente, o YouTube vai muito bem das pernas, e não dá sinais de que será desativado. Diferente do Google Reader (que vamos seguir lamentando o seu fim). Até porque ninguém no Google é louco de desativar um serviço que conta hoje com mais de 1 bilhão de usuários ativos por mês.

Vídeo abaixo. E feliz 01 de abril.