dell-booth

Assim são as coisas. Uma vez que uma empresa volta para as mãos do seu fundador, as primeiras medidas são anunciadas, e dúvidas são dissipadas. Dias depois de reassumir o controle da Dell, Michael Dell falou sobre as possibilidades de sua empresa no mercado de smartphones. E a resposta foi um claro e sonoro “não”.

Em entrevista para o site CNBC, Michael Dell disse que a empresa vai manter a sua posição de revender telefones fabricados por outras empresas, e informa que eles pretendem “participar do mercado de tablets e de toda uma variedade de dispositivos voltados para o cliente”.

Essa declaração de Michael Dell não chega a ser uma grande surpresa, uma vez que o chefe do segmento de negócios para consumo, Jeff Clarke, já havia dito a mesma coisa em um evento realizado em dezembro de 2012. E, antes que você diga alguma coisa: não. Eu não tenho plena certeza sobre a capacidade da Dell em competir no mercado atual de smartphones. Eles podem adquirir um expertise sobre o assunto, comprando pequenas companhias, mas eles também sabem que tal manobra não funcionou para outras empresas (a HP é o caso mais clássico).

Além disso, até onde sei, os smartphones da Dell não são lá muito populares ao redor do planeta. Ou seja, a decisão de Michael Dell é acertada e esperada. Enfim…

Via CNBC