dell-globos

A Dell anunciou a compra da EMC, que é nada menos que a maior compra da história da indústria de tecnologia.

A EMC, empresa que não é muito conhecida do grande público, tem muitos dos seus produtos e subsidiárias espalhadas no mercado. Oferece serviços na nuvem, armazenamento e soluções analíticas para algumas empresas, além de ser dona da RSA e da VMware. Foi fundada em 1979 em Massachusetts (EUA), conta hoje com 70 mil empregados.

A Dell pagou US$ 67 bilhões pela EMC. Nunca um volume de dinheiro tão grande foi utilizado para uma compra desse porte.

Mas… como a Dell se permitiu a esse luxo?

Ao que parece, o acordo é financiado pela MSD Capital (firma de investimento de propriedade de Michael Dell) em parceria com a Silver Lake (que já estava envolvida na privatização da Dell em 2013). Vale esperar pela aprovação da papelada, mas se nada falhar, tudo indica que em breve Michael Dell será nomeado CEO de um importante e potencial império, onde a nuvem é a indiscutível protagonista.

Alguns detalhes sobre os US$ 67 bilhões precisam ser esclarecidos, principalmente os relacionados, que seguirá como empresa independente, com cotações na bolsa. A Dell aceitou assim pagar aos acionistas da EMC US$ 24,05 por ação, além de manter as ações da VMware, o que pode mudar ligeiramente o valor global da empresa quando o acordo for encerrado.

Com isso, a Dell iniciou hoje um novo capítulo na história do mercado tecnológico, dando os passos necessários para se transformar em uma autêntica gigante. Será interessante ver como será a sua evolução e influência a partir de agora.

Boa sorte, Dell.