deepmind-terminator-apocalipse

 

A inteligência artificial resulta em dispositivos realmente inteligentes, podendo superar os humanos em situações pontuais. Vimos isso recentemente na vitória do AlphaGo da DeepMind, no jogo Go.

Porém, esse desenvolvimento gera dúvidas e mal estar diante da possibilidade dessa mesma inteligência artificial se virar contra nós, alimentando as teorias de que no futuro as máquinas se rebelem, escravizando a raça humana.

Pode soar como pura ficção científica, mas isso demonstra claramente nossa tendência de depender mais e mais de computadores e sistemas conectados. Em um futuro onde os computadores se apoderam do nosso mundo é algo mais crível e não deve ser descartado.

Por isso, a DeepMind, empresa dedicada ao desenvolvimento de inteligência artificial (que é uma propriedade da Google), conta com o AI Safety Group, uma equipe dedicada à vigilância permanente dos sistemas de inteligência artificial para evitar eventos com consequências negativas para os humanos.

Não há detalhes precisos sobre o trabalho dessa divisão, mas as teorias conspiratórias questionam a capacidade deles em fazer frente para uma inteligência artificial tão avançada, que pode “ocultar a si mesma”, não mostrando o seu verdadeiro potencial até que seja tarde demais.

É um tema complexo, mas muito interessante.

 

Via Fossbytes