alphabet-topo

A grande reestruturação do Google culmina em uma empresa mãe chamada Alphabet, que será dirigida por Larry Page e Sergey Brin, o primeiro como CEO e o segundo como presidente. Com isso, a Google fica mais independente, ficando nas mãos de Sundar Pichai.

Com isso, a Google fica com os seus negócios mais conhecidos e ativos: buscas, publicidade, mapas, aplicativos, YouTube e Android. Muitas outras iniciativas vão se separar da empresa, se tornando independentes e menos condicionantes em suas operações e resultados. Outras ideias bem loucas e sem gastos fixos e benefícios a curto prazo estão a caminho, algo que os investidores não deveriam gostar muito, e a independência nesse caso parece ter lógica.

alphabet-01

“O nome Alphabet nos agradou porque representa a linguagem, uma das invenções mais importantes da humanidade.” – Larry Page

 

O alfabeto do Google

A escolha pelo alfabeto é muito interessante, a ponto de revisarmos quantas empresas, serviços, nomes e iniciativas farão parte desse conglomerado. Todos contam com um lar comum, uma página com um curioso domínio (abc.xyz), e a partir de agora, vamos revisar esse peculiar dicionário.

 

A

A  é a letra da empresa principal, a Alphabet, mas também o início de uma série de projetos e serviços:

  • Android. A maior plataforma móvel do planeta, idealizada inicialmente para smartphones, mas que está mais e mais presente em outros locais da tecnologia, nas suas correspondentes versões.

  • Auto. O Android Auto fica na plataforma de software da empresa, permitindo que o Google ‘crie’ carros autônomos. O departamento merece uma menção especial por todos os  projetos que estão por viro, combinados no ‘Self-Driving Car Project’.
  • Ara. Os smartphones modulares do Google tomam forma dentro do Project Ara.
  • AdSense. O negócio de publicidade da Google, uma de suas fontes mais importantes de lucros.
  • Analytics. O serviço que monitora o tráfego de nossos blogs e sites.
  • Podemos incluir aqui outros nomes conhecidos, como o AdMob ou o Google Alerts.

B

  • Boston Dynamics. Eles começaram como uma empresa que trabalhava com o MIT, e agora dão forma aos robôs do Google.

google-robots

  • Blogger. Monte um blog com facilidade, personalizado e relacionado com os demais serviços do Google.
  • Buscas – Google Search -. Não preciso entrar em detalhes aqui. Simplesmente não conseguimos mais viver sem esse serviço.
  • Nesse grupo também temos o Google Books, mas agora ele está integrado ao Google Play e seus conteúdos.

C

  • Calico. A iniciativa que visa cuidar bem dos mais velhos.
  • Capital. É o braço de investimentos do Google desde 2013 (antigo Google Capital). Até agora investiu em 12 empresas, sempre como o interesse de lucrar, e não com objetivos estratégicos.
  • Na letra C também entra as Cardboards, um gadget de cartolina que se transformou em algo mais importante do que parecia ser no seu começo.

google-cardboards

  • Vale lembrar também do Contact Lenses, lentes de contato para diabéticos.

D

  • DeepMind. Empresa adquirida no ano passado, dedicada à inteligência artificial.
  • Drive. Ferramenta de acesso à nuvem do Google, vital para o funcionamento dos demais serviços da empresa.
  • Design. Local de encontro de designers, programadores e especialistas em interfaces. Matías Duarte é o seu responsável, além de ser o vice-presidente de design da empresa.

E

  • Express. O Google aposta nas compras rápidas, seguindo os passos da Amazon.
  • Earth. O serviço de mapas em 3D, um dos ativos mais fortes e inovadores do Google.

google-earth

F

  • Fotos. Desde os tempos do Picasa, o Google queria que os usuários guardassem suas fotos. Depois de várias voltas (incluindo o vinculo com o finado Google+), eles decidiram lançar um poderoso e independente serviço de armazenamento de imagens.
  • Fiber. Tem como objetivo montar uma infraestrutura de rede de banda larga de internet experimental. Está em expansão nos Estados Unidos.
  • Fi, a operadora virtual da Google, que já é uma realidade, cumprindo os rumores debatidos nos últimos anos.

google-fi

  • Flights: a tecnologia do Google para controlar os voos.
  • Também incluímos aqui o Google Finance e o FeedBurner, se bem que este último está cada vez mais em segundo plano.

G

Cm a letra G temos a própria Google, que seguirá aglutinando os principais serviços da empresa, aqueles que mais utilizamos no dia a dia.

  • Gmail. Uma das principais ferramentas de comunicação do planeta, no mercado desde 2004, e utilizado por mais de 900 milhões de pessoas.
  • Glass. Os polêmicos óculos, tão explorados midiaticamente, morreram antes de chegar ao consumidor final, mas seguem vivos com uma orientação mais profissional.

google-glass

H

  • Hangouts. As mensagens instantâneas do Google passam pelo Hangouts, que também permite a comunicação por vídeo e áudio. Tudo isso relacionado à conta Google do usuário.
  • Hooli. Esta é não é uma empresa ou iniciativa real, mas sim uma brincadeira feita pelo pessoal do Google/Alphabet na hora de apresentar a nova estrutura da empresa. É uma referência à série de TV Silicon Valley.

I

  • Google Imagens. 100% relacionado com o motor de buscas da empresa, também é um departamento muito importante, que desenvolve tecnologias relacionadas com imagens e algorítimos de busca. Está no mercado desde 2001.
  • Inbox. Serviço que chega pelas mãos do Google Mail, propondo mecanismos para melhorar a nossa produtividade e organização de e-mails e tarefas.

google-ingress

  • Ingress. Um jogo para dispositivos móveis desenvolvido por uma empresa do Google. Ficou famoso pelo uso da realidade aumentada e GPS, tentando levar os jogos de ‘rol online’ para um outro nível.

J

  • Jump. Sistema que cria vídeos em 360 graus com câmeras de ação.

K

  • Keep. Serviço de notas via web, com a ajuda do Google Drive, via smartphone (exclusivo para o Android). É derivado do Google Notebook.

L

  • Life sciences: É na verdade parte do Google X, departamento de projetos secretos do Google.
  • Local. Serviço dedicado a descobrir locais de interesse de acordo com a nossa localização.

  • Loon. Tem como objetivo levar a conectividade (Internet) para locais remotos do planeta através de balões e globos aéreos.

M

  • Google Maps. Outro que dispensa apresentações. O serviço de mapas mais utilizado do planeta.
  • Makani. É uma empresa californiana especializada no desenvolvimento de sistemas de extração de energia eólica. Também faz parte do Google X.

N

  • Nexus. Os dispositivos do Google, incluindo tablets, smartphones e media players. A Google sempre busca parceiros fabricantes para criar o produto e estabelecer referências, sempre utilizando o Android como sistema operacional.

google-nexus

  • Notícias. A plataforma de notícias do Google, diretamente relacionado às buscas.
  • Now. O assistente pessoal inteligente, o Google Now, é capaz de explorar todo o potencial de suas buscas, conhecer o seu perfil, e reconhecer/sintetizar a voz em diferentes situações.
  • Nest. Uma das empresas de hardware que a Google adquiriu, especializada em termostatos e câmeras de vigilância, todos inteligentes.

O

  • Google Offers: vale aqui a menção ao serviço de cupons e descontos, no estilo do Grupon, mas que fechou as portas no ano passado.

P

google-play

  • Plus. A (quase) finada rede social da Google.
  • Play. A loja de conteúdos da Google, onde é possível comprar aplicativos, vídeos, livros, dispositivos e outros conteúdos.

R

  • Rewards. A Google Opinon Rewards está disponível nos Estados Unidos, México e Brasil, e é um sistema de enquetes rápidas que oferecem créditos na Google Play.

S

  • Shopping. Mudou de nome várias vezes, mas o objetivo é o mesmo: comparar preços de produtos nas diferentes lojas.
  • Skybox Imaging. Empresa encarregada de oferecer imagens e vídeos via satélite, além de serviços de análises.

T

  • Tradutor. Outra importante ferramenta do Google, que dispensa apresentações. Apresentará muitas inovações, como por exemplo as traduções simultâneas ou a realidade aumentada.

project-tango

  • Tango. Além do Ara, esse é um dos projetos que tomam forma nos laboratórios da empresa. Nesse caso, é possível comprá-lo, se você for um desenvolvedor. O dispositivo é capaz de criar mapas 3D, já que conta com uma câmera especial para tal tarefa.

V

  • Ventures. Outra estrutura de investimento, mas dessa vez focada nas novas empresas ou projetos de futuro. Mais de 300 empresas fazem parte desse segmento, entre elas Uber, Slack e One Medical Group. A Google ajuda com suporte de design, engenharia, recursos humanos e marketing.

W

  • Waze: A Google gostou do trabalho do Waze, que combina de forma inteligente as informações do tráfego com um componente social. Foi adquirida em 2013, mas tem outros investidores como o Facebook, além de problemas com órgãos que controlam os monopólios.
  • Wear. O Android Wear é o sistema operacional que dá vida a muitos wearables que aparecem no mercado.
  • Wing. Projeto que desenvolve veículos voadores (aka drones) para realizar entregas.

  • Wallet. Sistema de pagamentos da Google pelo smartphone. Recentemente eles compraram a Softcard, aproximando o sistema da adoção por parte das principais operadoras norte-americanas.

X

  • Google X Labs. Muitos dos projetos desse dicionário estão alojados nessa incubadora.

Y

  • YouTube. O portal de vídeos que foi adquirido pela Google em 2006. Uma grande visão de mercado. Um sucesso absoluto.

Z

  • Zagat. Serviço de recomendações locais que foi comprado pela Google e relançado em um momento posterior.