daytona-usa

Olhar para o passado e lembrar os anos 90 significa lembrar do domínio que a SEGA exerceu nas máquinas arcade. Hoje, a empresa é uma sombra do que foi um dia, mas à ela devemos grandes conquistas e avanços introduzidos no mundo dos videogames.

A SEGA foi uma das pioneiras no desenvolvimento dos jogos em 3D e uma das mais importantes nesse segmento, graças principalmente à potência das placas Model 1 e Model 2, com jogos como Virtua Fighter e Daytona USA.

 

A importância dos 60 FPS em Daytona USA

A DigitalFoundry publicou um interessante vídeo que faz uma revisão histórica nas origens dos jogos 3D, mas centrado em Daytona USA. Na análise, eles comentam alguns dos avanços mais importantes que esse jogo introduziu, como por exemplo a filtragem e correção das texturas, algo que era um sonho em 1993, além da importância dos 60 frames por segundo.

Sim… Daytona USA rodava a 60 FPS com a ajuda da placa Model 2, com uma qualidade gráfica impressionante para a época, tanto que chegou a ser considerado o melhor game 3D do seu tempo. Basta comparar qualquer jogo 3D lançado até então com o jogo de corrida arcade da SEGA, e você vai entender o que quero dizer.

Hoje, o jogo é considerado antiquado, e é possível que nem todos sejam capazes de entender de verdade a revolução que Daytona USA marcou no seu lançamento.

A versão do SEGA Saturn nunca esteve à altura, como você pode constatar no vídeo. Mas o comparativo das duas versões serve para apreciar a importância que tem os tais 60 FPS nesse tipo de jogos.

 

 

Via DigitalFoundry