O custo de materiais do iPhone X seria mais barato do que o previsto. De acordo com a Reuters, fica na casa de US$ 357, para uma margem de lucro bruto de 64% sobre o seu preço de venda na versão base (US$ 999).

Aqui, consideramos os custos de materiais, que é apenas uma parte do custo total para colocar um produto no mercado. Ficam de fora itens como pesquisa e desenvolvimento, design, montagem, transporte, marketing, lucros para revendedores e a parte de software.

Mesmo assim, a margem de lucro do iPhone X é assombrosa, e só é possível porque a Apple é a maior compradora mundial de componentes para mobilidade.

A tela OLED da Samsung de 5.8 polegadas é o item mais caro (US$ 65), custando o dobro da tela do iPhone 8. O chassi de aço inoxidável também leva boa parte da fatia (US$ 36).

Produzir o SoC Apple A11 custa US$ 26, e a memória NAND da Toshiba com 256 GB de armazenamento custa US$ 45.

Em resumo: o iPhone X não é barato, mas entrega uma fabulosa margem de lucro para a Apple. Nenhuma empresa de tecnologia consegue lucros tão elevados no mercado.

 

Via Reuters