bateriasmartphones

Pesquisadores da Universidade Estatal de Iowa (EUA) criaram uma bateria de íons de lítio que é capaz de se destruir automaticamente no momento em que entra em contato com a água.

O modelo é capaz de alimentar uma calculadora, e uma vez que é submergida, se dissolve completamente em apenas 30 minutos. A vantagem do desenvolvimento de uma bateria com essa característica é reduzir drasticamente a contaminação do meio ambiente, permitindo um tratamento desse material de forma rápida e eficiente.

A bateria tem uma espessura de 1 milímetro, com 5 milímetros de longitude, e é fabricada com a tecnologia típica de íons de lítio que encontramos em qualquer produto. Porém, ela é revestida por um composto de polímeros biodegradáveis que se rompem ao entrar em contato com a água.

A ideia é muito boa, mas o seu desenvolvimento ainda é longo antes de chegar em dispositivos mais complexos. A ideia também é criar uma bateria de maior capacidade, com uma estrutura mais complexa e de várias camadas. Uma tarefa que não é das mais fáceis.

Via IEEE Spectrum