650_1000_china-bandera

Novos dados parecem mostrar que o setor de smartphones que teve um crescimento expressivo na China nos últimos anos parece ter alcançado o seu ponto de inflexão em 2014. O ritmo de crescimento até agora se mantinha por conta do labor de empresas como Huawei, que agora oferece os seus dados financeiros preliminares para 2014.

A empresa deixa claro que o impulso nas vendas de smartphones é um fator chave do seu crescimento de 20% nos ingressos do ano passado, mas de acordo com as últimas informações, a distribuição de dispositivos caiu no ano passado em 8.2% em relação ao ano de 2013, ficando em 389 milhões de unidades.

Os dados são do Ministério da Indústria e Informação Tecnológica (MIIT), órgão regulador chinês que indica a distribuição global dos telefones móveis (incluindo os que não são smartphones). Na China, houve uma queda notável de 22% em 2014, com 452 milhões de unidades. A queda mais acentuada foi a de terminais 2G, com 64%, enquanto que a distribuição de modelos com 3G caiu 46%.

Os dados podem mostrar como o cenário começa a se complicar para empresas como Huawei, Lenovo ou Xiaomi, que nos últimos meses deram um grande impulso aos seus catálogos, com novos modelos em todas as linhas. Veremos se esse ponto de inflexão se confirma, e como isso afeta aos grandes fabricantes locais do país asiático.

Via Forbes