windows-10-notebook-smartphone

O crescimento do Windows 10 desacelerou no mês de outubro, segundo os dados de cota de mercado da NetMarketShare. O Windows 7 segue sendo o rei absoluto de destkops, notebooks e dispositivos com Windows.

O Windows 10 alcançou uma cota de mercado de 7,94% no final do mês de outubro, com 120 milhões de instalações. Nada mal, levando em conta que ele está no mercado há apenas três meses. Mas a desaceleração no crescimento é evidente e preocupante, levando em conta a agressividade da Microsoft com as atualizações, que são gratuitas.

Por outro lado, o OS X 10.10 e OS X 10.11 tem 5,5% de mercado. Ou seja, 3 de cada 4 usuários Mac atualizaram para a última versão do sistema da Apple em apenas um mês. No caso do Windows, o Windows 7 é a força dominante, com 55% de mercado, perdendo apenas 3 décimos no último mês. Ou seja, tudo indica que ele vai seguir dominando por muito tempo, a não ser que a Microsoft opte por atualizações automáticas e obrigatórias em 2016, via Windows Update.

E isso deixaria muita gente descontente, para dizer o mínimo.

Windows10_2

Windows XP é o segundo colocado, com 11,68%. Algo incompreensível para um sistema sem suporte. O Windows 8.1 mantém os seus 10,68% enquanto que o Windows 8 ainda tem 2,54% de mercado. O Windows Vista quase desapareceu, com 1,74%, e o Linux se mantém na faixa de aproximadamente 2%.

Vamos ver se no próximo trimestre o Windows 10 consegue uma cota a altura de sua gratuidade e novidades. Porém, as dúvidas surgem em relação ao Windows 7, que é estável, seguro e satisfaz um grande grupo de usuários. A troca ainda está custando um tempo, e a Microsoft deve lançar nesse mês a primeira grande atualização (para desenvolvedores), com melhorias e novidades para o software. Em alguns meses, as migrações empresariais também devem chegar.

Não há dados sobre os sistemas pré-instalados em novos equipamentos. Uma boa parte já chega com Windows 10, mas a queda do mercado de PCs limita sua extensão. As grandes variações de cota de mercado chegarão via atualizações a partir de equipamentos anteriores, e se o usuário preferir se manter com o Windows 7, será complicado.

Vale lembrar que a gratuidade de atualização para o Windows 10 vale até o dia 29 de julho de 2016.

Via NetMarketShare