Consiguen-crackear-el-DRM-de-Sega-Saturn-para-ejecutar-los-juegos-sin-CD

James Laird-Wah tinha em mente deixar o Sega Saturn como um console eterno, substituindo o leitor de CD por um mecanismo de leitura via USB. Para isso, adquiriu um console totalmente funcional, dissecou o seu hardware e software e, depois de anos, conseguiu crackear as proteções de DRM do videogame.

Para isso, ele inseriu um chip que permitiu a leitura de jogos através de uma mídia via USB, o que garantia um funcionamento eterno e sem os problemas do leitor de CD. Sem falar que o sistema salva os dados via unidades USB, permitindo salvar ali jogos e faixas musicais, com a ajuda do chip de som do Sega Saturn e um DSP programável.

As dificuldades para modificar o Sega Saturn impediram a realização do homebrew no produto, o que fez com que fossem modificados os componentes internos do console. 20 anos de trabalho e, finalmente, o DRM foi crackeado.

Não é a primeira vez que Laird-Wah realiza algo desse tipo. ele é o Dr. Abrasive, responsável pela criação de um cartucho de Game Boy com interface USB, permitindo a utilização de ROMs dentro do console portátil da Nintendo.

Por enquanto, não há informações se essa solução será comercializada.

 

Via The Next Web