bateria

 

A autonomia nos smartphones segue como ordem do dia. As baterias melhoraram em capacidade e eficiência, os sistemas operacionais em gestão, mas o ganho de hardware desequilibra a equação. Hoje, temos computadores em miniatura que penalizam a bateria.

O aumento do tamanho da tela e de sua resolução, processadores e chips gráficos mais potentes, aumento de conectividade sem fio e incorporação de novos recursos exigem um grande gasto de energia.

Some tudo isso à alimentação de todos os componentes, e a bateria sofre. E não ter módulos substituíveis só agrava o problema.

Hoje, vamos revisar alguns conselhos básicos e avançados para melhorar a autonomia do Android. Muitos dos conselhos podem ser adotados em smartphones de outras plataformas.

 

Conselhos básicos para aumentar a autonomia no Android

Limitar o brilho da tela

 

Nada consome mais energia em um smartphone do que a tela.

Ajustar o brilho é a primeira medida para aumentar a autonomia. É possível utilizar a função do brilho automático que usa o sensor de luz ambiente, mas também é possível estabelecer um brilho reduzido a seu gosto.

 

Use planos de energia

 

O Android tem um administrador de bateria e todos os fabricantes oferecem diferentes modos de energia que ajudam no controle e economia da mesma. Os modos podem ser ativados quando não precisamos do desempenho máximo do smartphone.

A maioria se ativa depois da energia baixar para um determinado nível de carga. Apps de terceiros gratuitos também podem realizar essa tarefa.

 

 

Moderar a conectividade

 

Os smartphones top de linha contam com uma conectividade impressionante, mas também gastam muita bateria.

Recursos como GPS, Bluetooth ou NFC não são tão imprescindíveis no dia a dia, e podem ficar desligados como padrão. Só use eles quando precisa.

Em casos críticos, ative o modo avião para temporariamente desligar todas as conexões sem fio.

 

 

Bloquear a tela

 

Ajuste ao mínimo o tempo de suspensão por inatividade da tela. Ela não precisa ficar ligada quando não está em uso.

 

 

 

Cuidado com widgets e temas

 

Os widgets facilitam o acesso a recursos e oferecem informação visual. São atraentes, mas vale a pena revisar o que está ativo, pois alguns deles consomem bateria, como a previsão do tempo, por exemplo.

Racionalize o seu uso e ajuste o intervalo de atualizações. O mesmo vale para alguns temas, fundos de tela animados e similares.

 

 

Ajustes inteligentes

 

Muitos smartphones contam com características adicionais como opções de movimento e gestos. Verifique se você precisa ter ligado as vibrações, notificações ou retroalimentação háptica ao tocar na tela, entre outros recursos que podem ser desligados.

 

 

Revise sincronizações e automatismos

 

Vários serviços ficam ativos com sincronização automática, como mensagens, e-mails e redes sociais. Sempre que possível, desative isso para aumentar a autonomia, aumentando o intervalo de atualizações ou obtendo os dados manualmente.

O mesmo podemos dizer dos serviços na nuvem. Não é raro ver um smartphone que duplica a sincronização de serviços como Google Drive, Dropbox, One Drive, Google Fotos, Amazon Prime, entre outros.

O mesmo vale para a sincronização de contatos, música, filmes ou livros. Desative aquelas que não são tão essenciais.

 

 

Desinstale aplicativos

 

A maioria dos smartphones oferecem como padrão uma quantidade de apps ampla, onde temos muito lixo incluído, que só ocupa espaço, reduz o desempenho e penaliza a bateria. Revise e elimine todos os apps que você não usa.

 

Doze no Android 6.0

 

O Doze é destinado a melhorar a eficiência energética e reduzir o consumo, aumentando a autonomia. Estabelece prioridades de consumo quando o dispositivo está em standby, e é altamente personalizável.

Uma forma de gerenciamento inteligente é a energia durante a detecção de movimento. Se você se desloca, os seus aplicativos deixam de funcionar, exceto alarmes, e-mails ou mensagens de chat de alta prioridade.

Seu uso no Android Marshmallow é considerado obrigatório para aumentar a autonomia.

 

Conselhos avançados para aumentar a autonomia no Android

Instalar um novo kernel e/ou ROM

 

Os desenvolvedores podem obter o código do Android, adicionar funções e construir suas próprias versões do sistema operacional para diversos dispositivos. As ROMs alternativas estão em grande quantidade, para vários dispositivos.

Algumas ROMs são focadas no desempenho, e podem consumir mais que a padrão. Mas outras consomem bem menos.

O mesmo se afirma sobre kernels (núcleos de sistema) muito otimizados. Basta você testar aquele que melhor atende suas necessidades.

Para isso, você precisa rootear e ter acesso ao modo de inicialização do seu dispositivo.

 

 

Brilho da bateria

 

O brilho da tela é fundamental para aumentar a autonomia de bateria. Mas ferramentas avançadas vão além, permitindo reescrever os níveis de brilho automático, inclusive abaixo do que está permitido como padrão.

 

 

Underclocking e Undervolting

 

Um kernel personalizado permite modificar as frequências de trabalho da CPU e GPU, além da voltagem como técnicas de economia de bateria. Não funcionam tão bem em todos os dispositivos e é preciso ter certeza do que está sabendo, mas usuários avançados podem tentar essa alternativa.