processador-alimentado-por-agua-02

Um grupo de cientistas da Universidade de Stanford conseguiu desenvolver um novo processador alimentado por água. Isso pode marcar um ponto de inflexão nessa tecnologia.

O novo processador utiliza gotas de água no lugar de eletricidade, e mesmo que não venha a substituir os processadores convencionais, o fato é que ele tem capacidade suficiente para resolver operações matemáticas lógicas. Para simplificar, o vídeo no final do post serve como base, mostrando que o processador possui um padrão determinado na parte superior, que é onde se movem as gotas de água.

processador-alimentado-por-agua

O líquido que foi utilizado no interior da máquina que aparece no vídeo é capaz de polarizar-se na presença de um campo magnético, que é o que geram as bobinas nas laterais. O que mais surpreende é que este sistema pode ser reduzido ao ponto de se criar um modelo que pode ser reparado por dentro, tal como uma pequena impressora 3D.

Vídeo a seguir.

 

Via Slashgear