Seguindo o fluxo da concorrência. É isso que a Oi está fazendo ao lançar os seus novos planos de internet móvel pré-paga, pensada nos tablets e modems 3G. Com o aumento constante do uso de tablets pelos usuários brasileiros, e com o acesso de internet móvel se tornando mais frequente pela natural migração dos consumidores dos desktops para os notebooks, temos um segmento de mercado em expansão, e a Oi acompanha a tendência das demais operadoras, oferecendo pacotes acessíveis para esse novo grupo de usuários.

As opções estão divididas em pacotes para uso diário, semanal e mensal, com diferentes pacotes de dados para consumo dentro do período. A velocidade máxima oferecida pela Oi para esse acesso para modems e tablets é de 1 Mbps, e em caso de estouro do volume de dados contratado, a velocidade de navegação é reduzida para 50 Kbps, sem custo adicional. Os usuários que optarem pela contratação do pacote mais caro (R$ 59,90, para 500 MB) ainda poderá utilizar a rede de hotspots da Oi, a Oi WiFi, de forma gratuita e sem consumo de dados da franquia contratada.

Os planos são:

– Diário (R$ 1.89/dia, 50 MB de dados)
– Semanal (R$ 9,90/semana, 100 MB de dados)
– Mensal (R$ 29,90/mês, 150 MB de dados)
– Mensal (R$ 59,90/mês, 500 MB de dados)

Para a contratação do serviço, o usuário precisa ter um chip pré-pago da operadora, além do modem 3G e tablet. Na primeira navegação, um cadastro é solicitado ao usuário, que precisa aceitar os termos do serviço para permitir a navegação. O serviço também pode ser utilizado em smartphones, caso seja do interesse do internauta. Alguns usuários aproveitam esse expediente para pagar um pouco menos no uso de internet em seus telefones.

Nesse caso em específico, a alternativa da Oi acaba sendo válido apenas para onde a Oi acaba funcionando melhor que as demais operadoras. A Vivo possui um pacote mensal de R$ 9,90, com um volume de dados de 200 MB, que é mais vantajoso que pagar os mesmos R$ 9,90 por semana, para contar com 100 MB de dados. O mesmo vale para o pacote diário da Vivo, que custa R$ 2,99, para um acesso de 150 MB no período, com queda de velocidade para 128 Kbps após o término da franquia.

Mesmo assim, é mais uma opção no mercado de telefonia móvel. Vale a pena que cada usuário faça a sua comparação entre os serviços, analisando preços, qualidade do serviço e até mesmo a qualidade no atendimento.

Via Tecnoblog