Foi inaugurado nessa semana “O Grande Museu da Internet”. Ou pelo menos o primeiro espaço do mundo dedicado à essa finalidade. O site conta com três portas digitais com uma variada coleção, dedicada por completo e exclusivamente à Internet, onde os internautas de todo o mundo poderão visitá-lo de graça.

O museu nasceu das mãos da MediaMonks, a agência mais premiada no setor de produção digital da Holanda, com o objetivo de abrigar a coleção de elementos mais interessantes da Internet, para que possam ser contemplados não só por nós, mas também pelas gerações futuras.

O museu também é conhecido pela sigla TBIM (The Big Internet Museum),e se divide em sete salas especializadas. Em cada sala, um tema diferente. Por exemplo, os visitantes da sala História poderão encontrar as primeiras tentativas da ARPANET, que é o percussor da Internet atual.

Além das salas tradicionais, o grande museu da Internet tem outros paralelismos como um museu convencional. Empresas de terceiros poderão mostrar as suas peças em uma sala de exposições especialmente projetada para o seu uso, de forma temporal.

Os visitantes também poderão apresentar suas próprias peças no museu, fazendo assim com que a coleção cresça de forma constante. Os votos do público permitirão que uma peça proposta se una à coleção de forma permanente no museu, fazendo assim com que os visitantes se tornem curadores ou museólogos em potencial.

Os criadores do museu advertem que muitas coisas novas estão por chegar no museu nos próximos meses, como a loja de presentes, ou o espaço de leitura.

Clique aqui e acesse o Grande Museu da Internet.