Certamente você já leu sobre os importantes problemas legais que a Apple se envolveu na China, sobre o registro e uso da marca iPad. O que acontece é que o tal nome comercial foi registrado em 1998 por uma empresa chamada Proview (lembra dela?), que fabricou na época entre 10 mil e 20 mil unidades do computador iPad, que você vê na foto superior. Os desktops all-in-one com monitor CRT e um ar de iMac recebiam esse nome das inicias de Internet Personal Access Device.

Fato é que a Proview fechou suas portas em 2010, por causa de problemas financeiros, e agora os bens e marcas da empresa são de propriedade de oito bancos, que pretende recuperar US$ 1 bilhão em dívidas. Como contexto dos problemas da Apple um pouco mais claros, é fácil concluir que a solução será pagar uma boa quantia de dinheiro para poder usar a marca da discórdia na China. O mais provável é que as discussões entre Apple e Proview tenham mais a ver com os valores específicos do que com outras razões.

Via Wall Street Journal