Está confirmado oficialmente que empresas de grande calibre em todo o planeta sofreram um ciberataque em massa de uma versão melhorada do ransomware Petya.

Os erros dessa ameaça virtual foram corrigidos, se transformando em uma arma ainda mais poderosa. A infecção segue o padrão habitual para esse tipo de malwares, bloqueando o equipamento e impedindo o acesso aos documentos e arquivos do mesmo.

A mensagem para a máquina infectada informa que não é mais possível acessar os arquivos contidos nela, pois os mesmos estão cifrados, e que não há soluções alternativas para recuperá-los. A única forma de solucionar o problema causado pelo Petya é pagar pelo resgate ou chave de descodificação, que está custando US$ 300 em Bitcoin.

As transferências na moeda virtual são anônimas e não deixam rastros, sendo assim uma solução perfeita para os cibercriminosos.

As empresas afetadas confirmaram que foram obrigadas a desligar todos os equipamentos infectados, suspendendo suas atividades para centrar-se nos esforços para a solução do problema.

 

 

A prevenção é sempre a melhor solução

 

A melhor forma de lutar contra um ransomware é com a prevenção. Três passos simples são considerados essenciais:

– Mantenha o seu sistema operacional atualizado, baixando os updates tão logo eles estejam disponíveis.
– Faça cópias de segurança várias vezes por semana.
– Alerte os funcionários para reduzir o peso de falhas humanas nas infecções.