targethd-800

Aos amigos que acompanham o TargetHD.net e que assinam ao nosso canal de vídeos.

Nesse momento, eu estou acompanhando o que está acontecendo a respeito da possível exclusão do canal de vídeos do @FeCastanhari do YouTube. O Nostalgia pode ser excluído da plataforma por conta da nova política de violação dos direitos autorais da plataforma, algo que já estava em vigor no YouTube a algum tempo, mas que passou a se tornar algo mais efetivo nos últimos meses.

Deixo claro que estou do lado do @FeCastanhari na causa. Entendo que a política de punição do YouTube é feita sem critérios. Também entendo que o YouTube está “forçado” a ser mais rígido com suas punições, por conta das ações perdidas na justiça norte-americana contra os grupos Viacom e Fox (aliás, no caso do canal Nostalgia, quem deu a “última pá de cal” foi o grupo Fox, por causa de um vídeo paródia dos Simpsons). Mas também entendo que o YouTube (e a Google) precisam rever essas políticas de forma urgente.

Para resumir a questão: o YouTube quer que o conteúdo seja, se não 100% autoral, o mais autoral possível, sem a inclusão de qualquer tipo de conteúdo de terceiros, independente do tipo de uso, e em alguns casos, tendo autorização ou não.

No caso em particular do TargetHD, os meus reviews em vídeo já não podem ser monetizados no YouTube, e o motivo está nas gameplays de jogos que aparecem em alguns vídeos de reviews de smartphones e tablets. Já recebi o primeiro “strike” (ou punição) do YouTube por conta disso, e desde outubro de 2013, os vídeos do canal não podem mais ser monetizados. Não que isso faça muita diferença, pois nunca ganhei dinheiro com as visualizações dos vídeos no canal.

Porém, o canal de vídeos de reviews é uma das ferramentas que mais atraem audiência para o blog, e não estou disposto a perder isso por conta das regras do YouTube. Eu sou contrário às regras, questiono as mesmas, mas entendo que é melhor seguir todas elas, para manter o trabalho ativo.

Por isso, tomei a decisão de remover as gameplays de jogos dos meus reviews a partir de 2014, para não correr riscos desse porte.

Explicando melhor: os produtos que recebo via assessorias de imprensa podem aparecer nos vídeos, pois tenho uma autorização por escrito das assessorias dos fabricantes. Se, por qualquer motivo, algum fabricante contestar a utilização do produto em um determinado vídeo, eu tenho um recurso que protege legalmente aquele conteúdo.

Da mesma forma que produtos que foram adquiridos por mim. Se o produto é meu, eu posso fazer com ele o que eu quiser, uma vez que no valor do produto pago estão inclusos todos os correspondentes direitos de imagem.

No caso dos jogos apresentados nos vídeos, esses são conteúdos de terceiros, que é onde o YouTube está começando a enquadrar os produtores de conteúdo. Produtoras de jogos, canais de TV, produtoras de filmes e entretenimento… todos esses segmentos podem enviar uma reclamação formal de violação de direitos autorais, apenas porque a imagem do seu conteúdo está sendo replicada em um vídeo, sem sequer ter uma análise do conteúdo apresentado.

De novo: não estou contente em tomar essa decisão, mas prefiro prevenir do que remediar.

Os testes com games continuam nos reviews com fotos aqui no blog, sem maiores problemas (se houver algum problema sobre a utilização das print-screens de jogos, vocês serão avisados). Mas os games não mais serão reproduzidos em vídeo. Infelizmente.

Em breve, farei um comunicado em vídeo para inserção nos canais, reforçando essa decisão.

Sem mais para o momento, obrigado pela atenção.

 

Eduardo Moreira
TargetHD.net