O iPad Mini e o iPad de quarta geração já fazem parte da nossa realidade. Mas, apesar de compartilhar o mesmo nome, são muito diferentes em sua essência. Nesse post, vamos fazer um comparativo que vai mostrar para você essas diferenças essenciais entre os dois produtos.

dimensões: o iPad Mini mede apenas 7.2 mm de espessura, e é 23% mais fino que o iPad. Além disso, o modelo Mini pesa apenas 380 gramas, e é 53% mais fino.

tela: o iPad Mini tem uma tela de 7.9 polegadas, com uma resolução de 1024 x 768 (4:3), enquanto que o iPad de quarta geração mantém as tradicionais 9.7 polegadas de tela, além de incorporar a tecnologia Retina.

processador: aqui, temos uma grande diferença. O iPad de quarta geração conta com um chip A6X, sendo duas vezes mais potente que o chip presente no finado iPad 3 (A5X). Já o iPad mini conta com um processador A5, que é o mesmo presente no iPad 2.

conectividade: um dos pontos a se destacar nos dois dispositivos apresentados ontem (23) pela Apple é a suas opções para se conectar à internet. Os dois incorporam a conectividade 4G LTE, além de contar com uma tecnologia Wi-Fi duas vezes mais rápida que a tradicional, com velocidades de download que podem alcançar até 150 Mb/s.

autonomia: a autonomia de bateria é um ponto importante a se levar em conta, e por isso, os dois modelos contam com as mesmas 10 horas de autonomia de uso.

Lightining: como já era de se esperar, os dois tablets contam com o novo conector padrão da Apple, o Lightining, que substitui o conector tradicional de 30 pinos desde que o iPhone 5 foi lançado.

preço: deixando um pouco de lado as características técnicas dos dois modelos, o preço tem um papel importante na hora da escolha do consumidor. O iPad Mini está disponível com um preço inicial de US$ 329 (16 GB Wi-Fi), enquanto que o iPad de quarta geração tem valor inicial de US$ 499, com as mesmas características de armazenamento e conectividade.