windows-10-logo

O programa de atualização gratuita do Windows 10 a partir de equipamentos com licença válida do Windows 7 ou Windows 8.1 acaba no dia 29 de julho. Se nada mudar, a partir de 30 de julho de 2016, a nova versão do sistema operacional vai custar US$ 119, ou virá pré-instalado com um computador novo.

Mas isso, oficialmente. Há outros métodos que permitem obter o Windows 10 de graça depois da data limite, e seguir com o Windows 7 ou 8.1, se assim você decidir. Todos os métodos devem ser feitos antes do dia 29 de julho, em um espécie de “reserva” do novo software.

Para entender como isso funciona, precisamos relembrar como a Microsoft ativa as licenças do sistema. Ao atualizar a partir do Windows 7 ou Windows 8.1, o equipamento atualizado recebe “direitos digitais”, ou seja, os servidores de ativação da Microsoft comprovam que aquele equipamento conta com uma licença válida e registra o produto em questão como atualizável para o Windows 10.

Assim, o novo sistema é atualizado automaticamente no equipamento. A partir daí, a cada vez que o Windows 10 for instalado, o equipamento se comunica com os servidores da Microsoft, e será ativado automaticamente, e isso será para sempre, mesmo que você remova o sistema operacional, instale outro, e volte a instalar o software da Microsoft.

 

Antes de continuar…

Dois lembretes. O primeiro é que esse método funciona até 29 de julho, mas não sabemos se a Microsoft vai modificá-lo no futuro. O segundo é sabido pela gigante de Redmond: se você muda substancialmente o hardware do seu equipamento, os servidores não serão capazes de ativá-lo. Imagina-se que isso acontece apenas se você trocar a placa-mãe. Nesse caso, você deve solicitar a ativação direto para a Microsoft e, mesmo assim, falamos de licenças OEM (pré-instaladas em um equipamento novo). As cópias retail do windows 10 podem ser instaladas em qualquer equipamento compatível, no número de equipamentos que a licença é válida.

Ah, sim… é claro… ia me esquecendo: qualquer tentativa desses métodos fica por conta e risco do leitor. Não nos responsabilizamos se algo der errado.

Como obter o Windows 10 de graça depois de 29 de julho

São três formas possíveis.

 

1. Atualizar e voltar atrás

Atualize o Windows 10 antes de 29 de julho e volte para a versão anterior, aproveitando o mês de testes oferecido pela Microsoft. Atualize a partir do Windows 7 ou Windows 8.1 quando o equipamento está ativo com o Windows 10 e, faça o downgrade disponível em Recuperação (Configuração > Atualização e Segurança).

É o método mais simples, pois não requer a formatação manual do equipamento ou troca de partições, conservando arquivos pessoais e configurações de usuário. Não é 100% seguro porque o Windows 10 não atualiza todos os aplicativos, em uma atualização sempre há um pequeno risco de perda de arquivos. Faça cópias de segurança dos seus arquivos mais importantes.

Quando você decidir (depois de 29 de julho) que é a hora de atualizar para o Windows 10, poderá instalar o sistema a partir de uma instalação limpa, mesmo depois do fim do programa de gratuidade, já que você registrou o equipamento antes disso. Assim, seu software será ativado sem problemas.

 

2. Criação de imagem

Similar ao anterior, mas um pouco mais complicado e bem mais seguro. Crie uma imagem completa do seu sistema (Windows 7 ou Windows 8.1) antes de atualizar. Você pode utilizar a ferramenta do sistema ou aplicativos de terceiros de clonagem. Uma vez realizada a imagem completa do sistema em DVD ou pendrive, você pode instalar o Windows 10.

Uma vez o Windows 10 ativo, basta restaurar a imagem da versão anterior do sistema operacional, com a reserva que é possível voltar ao Windows 10 depois, através de uma instalação limpa. Você também pode optar por criar uma imagem do Windows 10 e restaurá-la sem precisar instalar.

 

3. Instalação limpa

Esse método consiste em utilizar instalações limpas, sendo mais fácil de atualizar, mas com o inconveniente de ter que instalar todos os aplicativos novamente. A ideia é a mesma das anteriores: realizar cópias de segurança do Windows 7/8.1 dos arquivos mais importantes e, uma vez feito, instale o Windows 10 do zero com o download e a criação da mídia oficial da Microsoft.

Como nos casos anteriores, uma vez instalado, o Windows 10 está ativo. A partir daí, volte a instalar do zero e com tua licença do Windows 7 ou Windows 8.1. Quando quiser ir para o Windows 10 de vez, é só instalar de novo.

 

Conclusões

De novo: os métodos funcionam agora, mas não há garantias que funcionem depois do dia 29 de julho. E, particularmente, usando o Windows 10 há muito tempo, posso dizer que o Windows 10 é a melhor versão do Windows lançada pela Microsoft em sua história, e sua instalação é altamente recomendada. O Anniversary Update só vai polir o que já está muito bom, e o sistema funciona bem em equipamentos de última geração e em máquinas mais antigas.

Apesar da Modern UI não servir para nada nos desktops, o sistema funciona bem em dispositivos com tela touch, com uma melhor integração com a área de trabalho, e várias personalizações. E o Windows 7/8.1 só vai receber correções de segurança até 2020, sem qualquer tipo de melhorias. Todo o desenvolvimento agora é centrado no Windows 10. Por isso, recomendo e muito a atualização.