iphone-huella-dactilar

Ok. Não é possível acessar os dados do iPhone 5s com um dedo cortado. Porém, se você tem em sua casa uma boa impressora 3D, as coisas começam a mudar de figura. O pessoal do Chaos Computer Club, a mais popular associação hacker da Europa, conseguiu burlar o sistema de identificação de digitais do smartphone (o Touch ID) com um método relativamente simples. Isso é, simples naquelas…

Starbug, criador do hack, utilizou uma técnica revelada em 2004 para enganar os identificadores biométricos muito menos sofisticados que o Touch ID. De forma mais concreta, para enganar o sensor é necessário uma fotografia da digital do dono do telefone (algo que não é tão simples ou comum de se obter), que é registrada com a ajuda de uma superfície de cristal de 2.400 DPI (a pergunta que fica é: a própria tela do smartphone serve?), para posteriormente imprimir essa imagem a 1.200 DPI em uma impressora laser. Com isso, vamos criar uma película de látex com o relevo da já citada impressão digital, que é o que vai permitir o desbloqueio do dispositivo.

Não é uma solução tão moderna e elegante como os gadgets que Ethan Hunt ou James Bond utilizam em seus filmes, mas é uma solução relativamente simples, barata e funcional. Tá, não é tão simples pelos materiais envolvidos, e pelo fato de ser bizarro as pessoas tirarem fotos das digitais de outras. Mas isso não quer dizer que alguém, em algum momento, não pode aperfeiçoar o sistema, a ponto de formar a sua digital apenas com a impressão digital em um objeto?

Mesmo sendo algo muito difícil de acontecer, ainda assim, é possível. A seguir, o vídeo que mostra o processo em detalhes.

 
Via Chaos Computer Club (1)
Via Chaos Computer Club (2)