snapchat-filtro-bob-marley

Alguns filtros de aplicativos de fotos podem se transformar em verdadeira febre entre os usuários. Nesse momento, o filtro de Bob Marley para o Snapchat não só está virando tendência, mas fonte de muita controvérsia.

Esse filtro adapta o rosto do usuário para um biotipo mais próximo da raça negra, reconhecendo os olhos e a boca da pessoa na foto para aplicar tal efeito, além de adicionar um gorro, uma trilha sonora e o escurecimento da pele. Vale lembrar que hoje, 20 de abril, é considerado “o dia da marijuana”, por conta de uma relação com o número 420. A crença mais popular sobre esse dia é que o termo teria sido inventado por um grupo de adolescentes da San Rafael High School em San Rafael, California, Estados Unidos em 1971, que se reuniram às 4:20 PM para fumar maconha.

Enfim, fato é que o Snapchat quis capitalizar em cima disso, e lançou o filtro hoje, alcançando uma grande notoriedade nas redes sociais. Mas isso não quer dizer que todos os comentários foram positivos.

snapchat-marley

O aplicativo foi acusado por muitos usuários de se racista por aplicar um escurecimento da pele na foto. Além disso, os filtros faciais (ou lenses) normalmente deformam a foto na tentativa de adaptar-se ao rosto do usuário, fazendo com que a suposta homenagem se transforme em algo ainda mais desconfortante.

A equipe do Snaptchat teve que emitir um esclarecimento sobre o tema, já que alguns veículos de imprensa se somaram aos protestos dos usuários contra a aparente mostra de racismo. A rede social se defende, dizendo que o filtro é um lançamento em colabração com a Bob Marley Estate, e que não teve nenhum outro propósito que homenagear o cantor.

E você? O que acha de tudo isso?

Via Mashable