unnamed

Imagine você a seguinte situação: você paga por um produto que custa pouco mais de R$ 1.100, e quando o produto chega na sua casa, você abre ele e… surpresa: tem um produto que custa pouco mais de R$ 400! Desagradável, não? Pois é… aconteceu isso. E no Brasil!

O leitor do TargetHD Renan de Barros e Lima Bueno comprou no site Ricardo Eletro uma unidade do Motorola Moto X de 2ª Geração no dia 25/12/2014, pagando um valor promocional de R$ 1.124. O produto chegou ao cliente na tarde do dia 7 de janeiro de 2015 (e levando em conta o prazo de nove dias úteis para o produto chegar, e as festas de final de ano, pelo menos a encomenda foi entregue dentro do prazo).

O produto foi entregue pela transportadora Total Express, e dentro da normalidade (na teoria), com plástico bolha lacrado, assim como a caixa do celular.

Porém, após remover o lacre, Renan teve a ‘surpresa’ de encontrar uma unidade do Motorola Moto E dentro da embalagem do suposto Moto X. Novinho. Sem uso. Não só isso: os acessórios do dispositivo eram do Moto E, assim como a documentação e o manual de instruções.

unnamed (3)

Outro detalhe relatado por Renan que chama a atenção é que a parte interna da caixa (onde o smartphone ficaria acondicionado) está seriamente danificada, com rachaduras. Também é possível ver amassados na mesma região inferior da embalagem, o que levanta a possibilidade da mesma ter sido ‘forçada’ por algum motivo.

unnamed (1)

Renan acessou o site do Ricardo Eletro no mesmo dia em que recebeu o produto (7), solicitando a troca no atendimento ao cliente. Também enviou uma foto do produto recebido na conta oficial da Ricardo Eletro no Twitter (@RicardoEletro), que por sua vez não deu resposta, apesar da grande repercussão do incidente na rede social.

O cliente também ligou na central de atendimento da Ricardo Eletro (no telefone disponível no site), relatando o incidente e solicitando a troca. Renan ainda aguarda um e-mail com a autorização de postagem dos Correios, e que a troca seria efetuada em até nove dias úteis.

Aqui, algumas observações precisam ser feitas.

A responsável por entregar o produto vendido é a Ricardo Eletro. Afinal de contas, eles anunciaram, processaram a venda, fizeram a cobrança, e despacharam o produto. Logo, se o produto está trocado, ela é a responsável pela substituição do mesmo, ou pela restituição do valor pago.

Nesse caso – e, pelo menos até o momento – a Ricardo Eletro está tentando resolver o problema do cliente. Tudo bem que o canal oficial do e-commerce no Twitter não ofereceu uma resposta pronta e objetiva para agilizar o processo. Mas menos mal que a Central de Atendimento ao Cliente decidiu fazer alguma coisa.

Também não podemos descartar a possibilidade de um erro de logística da Motorola Mobility. Afinal de contas, todos os smartphones despachados por eles são previamente lacrados. Mas por parte desse processo passar pela intervenção humana, não é absurda a possibilidade de algum ser humano mal intencionado ter trocado o produto daquela caixa.

De qualquer forma, o incidente deve ser registrado, para que o controle de qualidade seja revisto, nos dois casos.

O TargetHD.net deixa o espaço para que a Ricardo Eletro e a Motorola Mobility se manifestem sobre o assunto.

Mais fotos a seguir.

unnamed (5) unnamed (4) unnamed (2)

Crédito das fotos desse post: Renan de Barros e Lima Bueno