Tudo como dantes na Terra de Cervantes (ou na Terra do Carnaval, Futebol, Cachaça…). As quatro maiores operadoras de telefonia móvel do Brasil ficaram com as faixas de frequência da rede 4G nacional. Claro, Oi, TIM e Vivo venceram o leilão realizado hoje (12/06) pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Claro e Vivo foram as empresas que mais investiram dinheiro no leilão, e ficaram com as faixas de 2.5 GHz, com maior capacidade de transmissão de dados e de cobertura de rede. Já TIM e Oi se contentaram com as faixas mais fracas. Essa informação é importante para o consumidor, pois já sabemos quais são as operadoras com com maior potencial para oferecer um melhor serviço.

O primeiro lote de frequências leiloadas rendeu para Anatel o valor de R$ 2.565 bilhões. O ágio médio obtido com o leilão foi de 35,69%. A Claro levou o leilão inicial com a oferta mais alta, de R$ 844,519 milhões pelo primeiro lote (ágio de 34,01%). A Vivo ficou com o segundo lote leiloado, ofertando a quantia de R$ 1.05 bilhão (ágio de 66,61%). A TIM levou o terceiro lote, por R$ 340 milhões (ágio de 7,9%), e a Oi arrematou o quarto lote, por R$ 330,851 milhões (ágio de 5%).

Nenhuma empresa se interessou pela faixa de 450 MHz, voltada para as comunidades rurais. Por consequência, as quatro operadoras vencedoras do leilão serão obrigadas a trabalhar na universalização do sinal nessas regiões.

Via O Estado de São Paulo