smartphones de 2015

2015 foi um ano muito próspero na quantidade de smartphones, ainda que fosse um momento de transição, sem tantas novidades como nos anos anteriores. Por isso, o protagonismo dessa vez não está tanto nos modelos top de linha, mas som na relação custo-benefício para o grande público.

 

Samsung Galaxy S6 Edge

Samsung Galaxy S6 edge

 

A Samsung decidiu renovar a sua linha mais completa, e os riscos no processo foram mínimos, mas com uma novidade interessante: a subfamília Edge. A linha Note já contava com sua versão Edge, mas agora o Galaxy S6 Edge recebia curvas dos dois lados de tela.

As curvas chegaram para ficar. O Samsung Galaxy S6 Edge teve uma versão Plus, e o Edge também chegou ao Galaxy S7 e ao Note 7. Parece que essa tendência de telas curvas será adotada por outras marcas.

Huawei P8 Lite

Huawei P8 Lite

 

Um típico exemplo de smartphone de linha média que chamou a atenção foi o Huawei P8 Lite, um exponente do segmento que não renunciou a certas características.

Os chineses fizeram um esforço para conquistar países fora do seu continente. E este modelo cumpriu com esse papel em vários lugares do planeta. O modelo contava com características interessantes para o seu preço, com um acabamento curioso que resultou em muitas vendas.

 

bq Aquaris M5

bq Aquaris M5

 

A bq fez um bom trabalho com o Aquaris M5, smartphone Android que incorpora um flash frontal, uma tela excelente, um dos mais potentes processadores da Qualcomm para a linha média e NFC. Foi um dos modelos mais vendidos da Europa.

 

Samsung Galaxy J5

Samsung Galaxy J5

 

A Samsung adora abarcar todos os tipos de usuários com seus smartphones, e para o mercado de linha média a empresa lançou o Galaxy J5. O modelo trazia algumas características inferiores em relação aos dispositivos já citados nesse post, mas recebeu o seu destaque.

O Samsung Galaxy J5 contava com 8 GB de armazenamento, 1.5 GB de RAM, processador Snapdragon 410, entre outros detalhes. Mas foram suas câmeras de 13 MP e 5 MP com flash nos dois casos conquistaram muitos jovens.

 

BlackBerry Priv

BlackBerry-Priv

 

A primeira aposta da BlackBerry em um sistema operacional que não fosse o seu. O BlackBerry Priv surpreendeu a muitos, apesar de tantos vazamentos antes do seu lançamento oficial.

A BlackBerry fez o que sabe fazer de melhor: um smartphone com teclado físico, nesse caso, deslizante. Ele tem características de top de linha, com um preço de venda de top de linha, o que limitou o seu sucesso. Apesar disso, os canadenses seguiram (e seguem) apostando no Android.