Windows 10 S

Todos sanemos que uma das limitações mais importantes do Windows 10 S é a impossibilidade de instalar e executar aplicativos que não estão na Windows Store. O objetivo aqui é criar um entorno do tipo “sandbox”, melhorando a segurança do sistema operacional.

Mas esta não e a única grande limitação do software. Nesse post, contamos outras cinco limitações menos conhecidas do Windows 10 S, que podem afetar a sua experiência de uso.

 

1. Alguns periféricos novos ou pouco convencionais podem não funcionar: de um modo geral, você não deve ter problemas, mas alguns acessórios como a ZenScreen não funcionam de forma automática quando conectados ao equipamento com Windows 10 S, pela ausência de drivers, algo que não acontece com o Windows 10.

2. Nem todos os aplicativos da Windows Store funcionam: mesmo limitado aos aplicativos da loja oficial da Microsoft, não são todos os apps que são compatíveis com o Windows 10 S. O Adobe Photoshop Elements 15 é um exemplo disso.

3. Não tem a opção “para desenvolvedores”: não é uma surpresa, já que o Windows 10 S é voltado para o consumidor, priorizando a segurança acima da funcionalidade. Logo, a ausência dessa função é algo normal.

4. Não é possível modificar aspectos profundos do sistema: não será possível editar o registro do sistema, nem ter acesso ao “símbolo do sistema”, nem ao PowerShell. Isso pode ser um problema para os usuários intermediários.

5. Está limitado ao Edge e ao Bing: não há uma alternativa real na Windows Store, de modo que não podemos mudar o navegador. O mesmo ocorre com o Bing, que vem como buscador padrão, e não pode ser modificado.

 

Via Windows Central