seguranca-online

 

A segurança online é um aspecto cada vez mais importante de nossas vidas. O tempo passa, mais serviços vão para internet, e nós utilizamos cada vez mais.

Isso tem como consequência o gerenciamento de uma grande quantidade de dados em diferentes serviços, além do gerenciamento de uma importante quantidade de senhas.

Nesse post, contaremos cinco hábitos que devemos evitar, pois podem comprometer nossa segurança online.

 

 

1. Clicar em links ou arquivos em anexo de remetentes desconhecidos

 

Ao receber um e-mail de alguém que você não conhece ou um e-mail suspeito, desconfie de links e/ou arquivos em anexo.

Muitas vezes, os atacants usam técnicas de phishing para enganar o usuário. Logo, verifique muito bem o endereço do remetente e o formato do e-mail. Se ele estiver mal feito, muito provavelmente é uma fraude.

Além disso, posicione o cursor do mouse sore o link SEM CLICAR EM NENHUM MOMENTO para ver o seu endereço. Se aparecer algo estranho, desconfie imediatamente.

Se depois de tudo isso você ainda tiver dúvidas, elimine o e-mail sem pensar.

 

 

2. Evite as atualizações de software

 

Muitos aplicativos e até o sistema operacional envia mensagens sobre atualizações e novas versões. Não podemos tomar isso ao pé da letra, pois o software não se atualiza porque quer, mas sim por conta de correções e melhorias de segurança.

Ter o sistema operacional, o navegador de internet, o cliente de e-mail e um antimalware aualizado é essencial para a segurança, mas isso não quer dizer que podemos nos descuidar dos demais.

Por outro lado, é preciso ver se a notificação correspondente a um software que já está instalado em nosso sistema operacional, e não a outro que não precisamos.

 

 

3. Reutilizar as senhas

 

A reutilização de senhas é algo que coloca em sério risco a segurança online, principalmente se são fáceis de adivinhar através da utilização de força bruta.

O atacante também pode ter a senha atacando um site ou via phishing. Se consegue uma senha reutilizada, pode tentar em todos os sites web que quiser para tentar obter mais dados.

Para evitar isso, utilize um gestor de senhas que elimina sua repetição, garantindo a geração de uma senha forte e de difícil adivinhação para cada site ou serviço utilizado.

 

 

4. Conectar a uma rede WiFi pública

 

As redes WiFi de aeroportos e bares são um risco para os usuários, mas vivemos em um tempo em que precisamos estar permanentemente conectados.

Nesse caso, é muito recomendável desativar as opções de compartilhamento.

No Windows, podemos fazer isso em Configuração de Uso Compartilhado Avançado, no Painel de Controle.

Considere tammbém navegar apenas em sites com HTTPS, e evite transferir informações sensíeis enquanto conectado à uma rede pública, já que nestas podemos ter hackers esperando uma chance para obter informações para danificar suas vítimas.

 

 

5. Não utilizar a autenticação em dois passos

 

Ativar a autenticação em dois passos nos serviços que temos dados mais sensíeis ajuda a evitar que os atacantes acessem nossas informações.

Geralmente o segundo passo pode ser um código aleatório enviado para um aplicativo oficial, ou via SMS para um número de celular, o que combinado com o nome de usuário e a senha adiciona uma proteção extra para as contas.