2005

Seguimos revisando os celulares do passado, dessa vez destacando os principais modelos de 2005, com os dois pés dentro da era pré-smartphone.

A Nokia (e o Symbian) ainda imperavam no segmento, mas com uma competição cada vez mais acirrada, com uma concorrência mais forte e abundante, oferecendo características que chamavam a atenção dos consumidores. Em 2004, a Motorola fez barulho com um chamativo RAZR V3, por conta do design plano e o popular formato clamshell. Entre os modelos de 2005, chama a atenção justamente esse aspecto: o design.

 

Nokia 3250 XpressMusic

Nokia 3250 XpressMusic

A Nokia seguia com o seu grande leque de celulares, buscando agradar a cada tipo de consumidor. Em 2005, eles inauguravam a linha XpressMusic, onde os celulares se transformavam em reprodutores de música, com um design mais juvenil e chamativo.

O Nokia 3250 tinha o formato ‘twist’, com um teclado que girava em um ângulo de 90 graus de um lado ou de outro, mostrando as teclas de reprodução de música ou o modo câmera (sensor de 2 MP), e contava com um slot de expansão microSD, rádio e tela colorida.

 

Sony Ericsson W800

Sony Ericsson W800

A Sony seguiu os passos da Nokia, e importou o espírito do Walkman para os seus celulares fabricados em parceria com a Ericsson. Nasceu assim a série Walkman, com o Sony Ericsson W800, um celular com tela TFT e 100 gramas de peso, que incorporava o reprodutor dos japoneses slot para cartões Memory Stick Pro Duo (de até 512 MB).

A Sony também integrou uma câmera de 2 MP com efeitos similares às câmeras CyberShot e diferentes modos de disparo e flash (que fazia as vezes de lanterna). Um dado curioso: naquela época já havia os clones de celulares, com um Music Mobile W800c tentando enganar as pessoas, mesmo sendo maior e com um software bem similar.

 

Samsung Z130

Samsung Z130

A Samsung seguia abrindo o seu caminho no mercado de celulares, mas sendo bem mais modesta em comparação com a gigante que se tornaria posteriormente. Outro formato curioso é apresentado com o Samsung Z130, modelo que não foi o mais popular do ano, mas chama a atenção por seu design e tela giratória, com um formato similar a um de joystick.

Ao girar o painel superior, o usuário poderia realizar videochamadas ao rotacionar até a câmera traseira de 1 MP (com flash LED). O modelo apelava para o design e sua construção, além do grande alto-falante na parte traseira.

 

HP iPAQ HW6515

HP iPAQ HW6515

A HP tirou proveito no mercado de dispositivos móveis, oferecendo um produto que era mais do que um celular com acesso WAP. Em 2005, lançou o HP iPAQ HW 6515, o primeiro dispositivo do mundo que integrou telefonia móvel e receptor GPS, além de ser um telefone quadri-band (850/900/1800/1900).

Temos aqui um dispositivo com Windows Phone Edition, teclado QWERTY e slot para expansão mini SD. Um dispositivo que tinha apps úteis, como o navegador TomTom e o software de câmera Photosmart de 1.3 MP. Não é um celular, mas sim um PDA ou PocketPC.

 

BenQ Z2

BenQ Z2

Se falamos de celulares com design chamativo, não podemos deixar de lado o BenQ Z2. Mais um fabricante que fundiu um celular com um reprodutor de música, mas dessa vez chamando a atenção pelo seu design quadrado com cantos arredondados.

Também conta com rádio FM, câmera de 1.3 MP e tela colorida de 1.5 polegadas, além de memória de 58 MB (expansíveis via mini SD). Uma curiosa construção (com comodidade questionável e ergonomia muito duvidosa), teclado numérico e 106 gramas de peso.