android

 

Hiroshi Lockheimer, responsável pelo Chrome Os, Android e Chromecast, desmentiu os rumores sobre a fusão dos sistemas operacionais para desktops e smartphones, deixando bem claro que os softwares seguirão caminhos separados.

Também explicou por que tudo deve permanecer como é hoje, apesar de tanta aproximação recente dos apps do Android e do Chrome OS.

Hiroshi explicou que a diferença entre os dois softwares para o usuário comum está em como os dois sistemas nasceram, e por que nasceram, cada um em seu momento.

Enquanto o Android nasceu com smartphones e depois se expandiu para outros produtos, o Chrome OS começou como um sistema operacional que sempre esta atualizado.

O sistema operacional para notebooks é um sucesso no ambiente educacional, mas entre o usuário comum não ganha força.

Lockheimer afirma que tem dois produtos de sucesso, e que fundir os dois não tem muita razão de ser para a Google, e por isso os dois se manterão separados.

Para corrigir a disponibilidade de apps Android nos dispositivos com o sistema para desktops, mantém que os apps foram disponibilizados para serem mais versáteis.

O Chrome OS recebeu o acesso aos apps Android, enquanto que o Android se beneficiaria das atualizações ilimitadas do Chrome OS, introduzidas no beta do Android Nougat.