samsung-10nm

Um dos segredos do Galaxy S6 e Galaxy S6 Edge está no processador da Samsung de 14 nanômetros, trabalhando em conjunto com a RAM DDR4 e o armazenamento interno UFS 2.0. Uma combinação que funcionou muito bem com o último dispositivo top de linha dos coreanos.

Em 2017, a tecnologia de fabricação de 10 nanômetros será a que provavelmente vai se impor entre os melhores smartphones do mercado, e a Samsung anunciou que vai adiantar a produção dos seus próprios chips de 10nm FinFET para que ele fique pronto antes da concorrência (como a TSMC), dando a possibilidade das marcas que quiserem implementar-los em seus smartphones escolherem a Samsung como fabricante do chip principal.

Tornar-se a principal fornecedora de processadores do mercado não é um jogo simples. A própria Samsung surpreendeu todo mundo com o seu SoC Exynos 7420, que tem um salto direto para a tecnologia de fabricação FinFET de 14 nanômetros.

O previsível movimento dos seus rivais na fabricação FinFET de 10 nanômetros para barrar este lançamento da Samsung fez com que os coreanos antecipassem seus planos. Agora, no final de 2016, esses novos chips da Samsung entram em produção, para que os mesmos estejam disponíveis para os fabricantes no começo de 2017.

Os futuros chips com fabricação FinFET de 10 nm devem melhorar basicamente a eficiência energética, com SoCs menores, que dissipam menos calor, e resultando em smartphones com um consumo menor, e com um melhor desempenho.

 

Via Fudzilla