650_1000_china-smartphone

Quando falamos de unidades vendias, o mercado chinês superou o norte-americano nos últimos anos. Outra coisa bem diferente está nos ganhos obtidos com essas vendas. O que está acontecendo trimestre após trimestre é que os EUA rendia mais dinheiro nas vendas, uma vez que os dispositivos eram vendidos no país por um preço médio mais alto.

Observando os últimos relatórios da Strategy Analytics, vemos que o número de unidades que serão vendidas na China ao longo de 2014 (dados estimados) é de 430 milhões, enquanto que os dados estimados de vendas nos Estados Unidos são de 163 milhões.

Com essa diferença em unidades, é normal pensar que os ganhos nas vendas estão mas distantes, mas não é bem assim que funciona: na China, é esperado um montante de US$ 87 bilhões de vendas, enquanto que nos EUA, esse valor é de US$ 60 bilhões. Está claro que é muito dinheiro movimentado, mas com uma perda proporcional com as unidades vendidas.

sa

A razão é a mesma apresentada no começo do post: o mercado norte-americano vende smartphones mais caros, enquanto que na China aos poucos são adicionadas as mais recentes tecnologias, com dispositivos mais completos, porém, mais baratos. Os principais fabricantes – Samsung, Huawei e Lenovo – não param de preparar produtos para explorar o mercado do país asiático, que está em constante crescimento.

Se compararmos com os dados do ano passado, os ganhos das vendas na China crescerão, 53%, enquanto que nos Estados Unidos permanecerão estáveis. Obviamente, são estudos preliminares, e os dados podem mudar. Nunca sabemos como as coisas serão apresentadas no final do ano. Mas tudo indica que esse será o primeiro ano que a China será o principal mercado de smartphones do planeta.

Via Strategy Analytics