Apple_China

A Apple negou a entrega do código fonte do iOS ao governo chinês, depois de receber petições nesse sentido nos últimos dois anos. Quem informa é Bruce Sewell, advogado geral da empresa, em uma audiência da Comissão de energia do congresso norte-americano, enquanto tratava de responder as acusações vindas a raiz do caso do iPhone de San Bernardino.

De fato, ainda existem 70 iPhones de outros casos que esperam ser hackeados. Nesse contexto, o advogado da Apple nega as acusações de entrega do código fonte do iOS para as autoridades chinesas. Essas acusações surgiram dos rumores comentados em alguns veículos de imprensa utilizados pelas autoridades, dando a entender uma “falta de patriotismo” da gigante de Cupertino, sob o argumento de entrega do código aos chineses e não ao seu país para combater o terrorismo.

Apesar do advogado reconhecer as petições nesse sentido nos últimos dois anos (as mesmas que envolvem a Microsoft e o Windows), não é possível que a Apple entregue o código fonte do iOS em tempo algum. E não é pela cibersegurança nacional, mas sim para evitar o aparecimento em massa de clones perfeitos do iPhone. A China é o segundo maior mercado da Apple, e representou no úlitmo trimestre US$ 18.4 bilhões das receitas da empresa.

 

Via The Register