Elop-Ballmer.jpg

Aos poucos, Microsoft e Nokia seguem dando passos para culminar um processo de aquisição que começou no último trimestre de 2013. Uma longa espera, que necessita de vários órgãos governamentais dando sinal verde para a operação acontecer, evitando principalmente uma situação abusiva para o mercado.

A compra está aprovada nos Estados Unidos, na União Europeia e em outros mercados. Dessa vez, a China deu o sinal verde para a transação, algo que aparentemente poderia ser irrelevante em uma perspectiva midiática, mas para a Microsoft, é uma grande notícia.

Se pensarmos na estratégia da Nokia nos últimos meses, vemos que a empresa aposta muito nos mercados de entrada e/ou emergentes, com modelos da linha Asha e os novos Nokia X. Ter a aprovação da China significa entrar em um mercado onde a Nokia sempre teve uma boa reputação, ainda que hoje outras empresas (muitas delas locais) sejam as líderes do mercado – e usando o sistema Android. O Windows Phone até tenta, mas sua presença no mercado chinês ainda é muito discreta.

A aprovação também significa que a Nokia poderá seguir distribuindo seus smartphones no país via Microsoft. Ainda restam mercados importantes, como a Índia. Mas pouco a pouco o círculo está se fechando, e a aquisição está se tornando algo concreto e efetivo, mesmo que levando um pouco mais de tempo do que o esperado.

Resta saber qual será a estratégia da Microsoft e Nokia na China. O mercado é muito grande, mas é muito difícil de se posicionar. Talvez a Microsoft tente como a Apple, através de um grande acordo com uma das principais operadoras locais. De qualquer forma, veremos se eles são capazes de recuperar o prestígio que tinha antes da era smartphone.

Via Reuters