smartphone nintendo

Veremos o lançamento de um smartphone da Nintendo diante da grande acolhida ao Pokémon GO?

Os dados mostram um elevado volume de dados do jogo na plataforma Android, e isso resultou em um aumento das ações da Nintendo de 25%. Logo, a pergunta não é tão descabida. Estamos falando de uma empresa muito especial, mas que tradicionalmente leva muito tempo para perceber que o mercado mudou, com a maior influência do mercado mobile.

Porém, o sucesso de Pokémon GO pode dar para a Nintendo um caminho inesperado para um novo hardware, levando em conta as franquias próprias que eles podem aproveitar.

Os smartphones para games não são uma novidade, e no passado, tentativas foram feitas sem muito sucesso. O Nokia N-Gage foi um dos primeiros híbridos entre console e celular, com uma plataforma de jogos integrada. Não vingou em uma época de domínio do Game Boy Advance e outros dispositivos portáteis dedicados.

Anos depois, a Sony Ericsson tentou algo similar com o Xperia Play, smartphone com Android com base deslizável que incluía um set de botões no estilo PSP e focado aos jogos. Também não vingou.

 

Um smartphone Nintendo teria outra sorte?

Com certeza o produto contaria com milhões de fãs no ato do seu lançamento, mas talvez seria um nicho muito limitado em meio a uma tendência de quedas nas vendas dos smartphones. Por outro lado, um smartphone Nintendo poderia terminar de arrematar as vendas de consoles portáteis (onde a Nintendo é líder absoluta), sem falar que os jogos móveis podem ser mais que suficientes para recuperar mercado e compensar as perdas de receita das vendas de consoles.

Só o tempo vai dizer se realmente teremos um smartphone da Nintendo. Mas, de novo: não é algo tão absurdo assim.