joe-belfiori

O vice-presidente e responsável pelos sistemas operacionais na Microsoft, Joe Belfiore, está de férias no Japão como parte do seu ano sabático, e foi flagrado com um iPhone. E isso foi o suficiente para uma leva de especulações povoar a internet.

Não é a primeira vez (e fatalmente não será a última) que vemos executivos usando produtos de outras empresas, e isso vira uma publicidade gratuita para os seus rivais. E como a plataforma móvel da Microsoft não está com essa bola toda…

Belfiore não demorou a responder a polêmica com argumentos que podem ser considerados razoáveis. Ele explica que testa regularmente produtos dos rivais, não necessariamente porque ele quer usá-los, mas para comprovar a quantas andam a concorrência.

Com a palavra, Joe Belfiore:

“É muito importante para mim compreender produtos como o iPhone e o Android, que são muito utilizados por usuários de PCs em todo o planeta, o que representa uma concorrência para o Windows Phone. Consumidores e profissionais esperam que os seus PCs e smartphones trabalhem de forma adequada, e para satisfazer os nosso clientes, devemos levar em conta os dispositivos que usam e o que nós gostaríamos que eles usassem”.

Belfiore esclarece que também trabalha com MacBooks e dispositivos Nexus pelo mesmo motivo. “Há muito trabalho na Microsoft de integração do Windows com dispositivos iOS e Android. Por exemplo, para levar o assistente Cortana. Quero experimentar e entender todo esse trabalho de forma profunda”, explica o chefe de sistemas da Microsoft.

São grandes os movimentos da Microsoft, especialmente no Android. A empresa vai integrar o Cortana no CyanogenMod, trabalha com a Xiaomi em sistemas com dual boot, pré-instala aplicativos como o Office e o Bing em dispositivos da Samsung, adquiriu a Double Labs, empresa por trás do aplicativo de bloqueio para o Android, o Echo Notification, introduziu ferramentas de desenvolvimento para portar aplicativos e publicou uma launcher própria, entre outras iniciativas.

Aliás, não se descarta que a Microsoft lance em breve a sua própria distribuição Android para integrar todos os seus aplicativos e serviços. Logo, o uso do iPhone por um chefe do Windows ficara como uma simples brincadeira.

Ou não.

Via Softpedia