lg-g-flex-2-main

Em seu evento na CES 2015, a LG anunciou oficialmente o LG G Flex 2, a segunda versão do seu smartphone curvado. O modelo é uma evolução do dispositivo lançado no ano passado, mantendo a sua tela peculiar, mas acrescentando melhorias diversas no seu hardware.

Agora, temos um poderoso processador Qualcomm Snapdragon 810 para gerenciar o conjunto, que se completo com uma tela Full HD e 2 GB de RAM DDR4. Com isso, ele passa a se posicionar como um autêntico top de linha.

A seguir, as principais características técnicas do novo LG G Flex 2:

LG G Flex 2
TelaP-OLED de 5,5 polegadas
1920×1080 pixels (403 ppp)
SoCQualcomm Snapdragon 810
64 bits e 8 núcleos
big.LITTLE de 4 Cortex-A53 a 1,5 GHz. y 4 Cortex-A57 a 2,0 GHz.
RAM2 GB LPDDR4
CâmeraTraseira de 13 megapixels, com foco automático com laser
Armazenamento16 e 32 GB (+ microSD de até 2 TB)
OutrosBluetooth 4.1, LTE, WiFi ac, NFC
Baeria3.000 mAh.
Sistema OperacionalAndroid 5.0 ‘Lollipop’

O que mais diferencia o novo modelo do antigo é a sua tela curva, que agora é de 5.5 polegadas (P-OLED), com uma melhor resolução (Full HD). Por ser curva, esse detalhe é o principal atrativo para quem quer consumir conteúdos em vídeo.

Seu tamanho é muito mais manejável, e as 5.5 polegadas vai se estabelecendo como o padrão do mercado para os modelos top de linha. Aliás, o LG G Flex 2 é a principal aposta nos smartphones curvos, depois das duas tentativas da Samsung (o Galaxy Nexus e o Galaxy Round). Parece que os demais fabricantes querem integrar as telas curvadas onde realmente ela pode ser útil, como por exemplo, no pulso. Só a LG está apostando nesse formato nos smartphones.

A sedutora tela esconde um belo processador Qualcomm Snapdragon 810, sendo este o primeiro smartphone a contar com este SoC. A LG larga na frente na disputa de smartphone mais potente do mercado, por conta dos oito núcleos de 64 bits a 2 GHz do novo chip (quatro Cortex-A53 e quatro Cortex-A57).

Além disso, uma GPU Adreno 430 está presente, e promete ser 80% mais potente que a Adreno 330 presente no Snapdragon 800 utilizado no G Flex (2014).

Também temos novidades na RAM, que é uma DDR4L, que será utilizada em todos os smartphones com Snapdragon 810. É a quantidade mais convencional e lógica para o momento do mercado. Ainda não sabemos como ela vai funcionar com a nova SoC, e só descobriremos isso depois das primeiras impressões do produto.

Com essa lista de especificações técnicas, o LG G Flex 2 não é um LG G3 com tela curva. Ele vai um passo além. Mesmo com uma resolução de tela inferior, seu hardware mais potente e eficiente faz com que ele seja um produto muito interessante. E já chega ao mercado com o Android 5.0 Lollipop de fábrica.

A LG não revelou o preço ou data de lançamento do LG G Flex 2. Os últimos rumores garantiam que ele chegaria primeiro na Coreia do Sul ao longo do mês de janeiro, para chegar em outros mercados nas semanas seguintes. Caso novas informações apareçam, esse post será atualizado.

Via LG