650_1000_palm-logo1

Isso mesmo. A Palm voltou dos mundos dos mortos. A empresa vai ressuscitar pelas mãos da TCL, gigante chinesa que é mais conhecida por ser a responsável por marcas como a Alcatel, que também foi ressuscitada em operação semelhante, se transformando em uma empresa minimamente rentável.

A TCL Communications tornou a aquisição da Palm algo oficial. George Guo, representante da TCL, comunicou que eles tomaram a decisão por ‘acreditarem firmemente no valor da Palm’.

Recolocar a Palm no caminho do sucesso não parece ser algo impossível, mas algo que pode ser é trazer de volta a sua personalidade e identidade do passado, já que a opção mais rápida dessa recuperação parece ser a de lançar smartphones Android, como eles fizeram com a Alcatel.

Na tentativa de fazer com que a comunidade de usuários se sinta próxima desse renascimento,a  TCL quer que os usuários mostrem interesse pela volta da marca, e que eles ajudem com ideias para dispositivos, software e aplicativos. Eles não explicaram como será essa interação.

Ah, e antes que você pergunte: o próprio Guo informa que não existe a possibilidade de trazer o webOS à vida nos futuros smartphones. Lembrando: o webOS agora é uma propriedade da LG.

Os quartéis generais da nova Palm ficarão em Silicon Valley, apesar da fabricação dos produtos acontecer na China. Na Califórnia, a empresa vai garantir um espaço para mais de 5 mil engenheiros.

Los cuarteles generales de la compañía estarán en Silicon Valley, a pesar de que la fabricación se realizará en China. En California habrá espacio para más de 5.000 ingenieros que tratarán de revivir la marca.

Será muito interessante ver essa nova vida da Palm nos próximos anos.

650_1000_650_1000_captura_de_pantalla_2014-12-31_a_las_9.25.04

Via Phonescoop