lg-webos-smart-tv

Para muitos usuários, um dos principais problemas das Smart TVs atuais está nas interfaces de usuário confusas e de difícil uso. A LG quer mudar isso, oferecendo modelos de fácil conexão, conversão e navegação. Para isso, eles apostam no webOS, adaptando o sistema operacional da Palm para ser utilizado nas suas Smart TVs. Elogios ao software abandonado pela HP não faltam. Agora, resta saber como elas vão funcionar nas TVs da LG. E esse post serve para isso.

A interface do webOS para as Smart TVs se caracteriza pelos seus cartões de aplicativos. Quando você inicializa a TV, a primeira coisa que você vê é o aplicativo mais recente, seguida por outro software e canais que foram instalados na TV. A LG confirmou hoje o acordo com diferentes serviços de streaming que estarão presentes nessa nova fase de suas TVs inteligentes, entre os quais se encontram Netflix, Amazon, Pandora, YouTube e Hulu.

Também estarão presentes aplicativos que poderão aproveitar ao máximo o hardware das novas Smart TVs da LG, como por exemplo softwares de mídia e comunicações, acesso de dados na nuvem, entre outros. Uma loja de aplicativos estará disponível para download e compra de novos programas.

lgwebostv

O usuário vai controlar a Smart TV com webOS utilizando um controle de movimento, que permite mover o cursor pela tela. A primeira experiência com as novas TVs será orientada pelo Bean Bird, um divertido assistente virtual, que vai guiar o consumidor através das funções da nova TV. A LG define isso como uma “experiência cinematográfica de uso”.

lgsmarttvwebos

O design do webOS para as Smart TVs da LG pode ser um dos seus pontos de maior sucesso, pois acaba (na teoria) com as complicações e sobrecarga de itens desnecessários que outras TVs inteligentes possuem, além de criar uma interface simples, amigável e até divertida, oferecendo um acesso rápido aos serviços de streaming e aplicativos. Porém, só o tempo vai dizer se a teoria terá efeito na prática.