archos

Muita falta de sorte… o CEO da Archos, Loic Poirier, quis demonstrar como o novo smartphone de sua empresa, o Quechua Phone, era resistente à água. Para isso, ele colocou o dispositivo em um copo cheio de água, depois que ele já tinha deixado o telefone cair no chão, para provar a sua resistência. E foi aí que ele errou.

Ninguém informou ao CEO que o Quechua Phone não contava com uma certificado de segurança IP57, mas sim, IP54. E isso faz uma grande diferença na hora desses testes “espontâneos”. O smartphone foi desenvolvido para suportar respingos de água de todas as direções, além de ser resistente ao pó e à areia.

Porém, não era um smartphone que suportava imersões.

Resultado: para a infelicidade de Loic Poirier, o smartphone travou, de forma inevitável. A seguir, temos o vídeo com o registro do desastre. E que isso fique de lição para vocês.

 

Via Ubergizmo