Na semana passada, fotos de uma suposta carcaça do novo iPhone foram publicadas na internet, e muitos acreditaram que o produto nada mais era do que fruto de uma fértil imaginação, com a ajuda de um ótimo Photoshop. Para não restar margem para dúvidas, o SlashGear publicou um vídeo do que eles tem em mãos, com detalhes importante sobre a estrutura desse smartphone (que, repito: não dá para afirmar ainda se é o mesmo produto que a Apple vai apresentar em algum momento de 2012).

Algumas diferenças podem ser detectadas entre o atual smartphone que você pode comprar em qualquer loja (autorizada, ou da Apple) e esta carcaça registrada em vídeo. A primeira é bem evidente: a estrutura externa em diferentes tons, e não usando exclusivamente o black piano que já se tornou tradicional. Particularmente, eu torço para que tal impacto visual realmente aconteça. Afinal de contas, agradar a vista dos usuários é sinal de mudança também, e não apenas se focar nos aspectos técnicos.

Outra diferença importante está no novo design da antena, que agora está posicionado na parte superior, logo atrás do alto-falantes para recebimento de chamadas. É esperado que o smartphone tenha a mesma altura do iPhone 4S, mas sendo mais largo e com uma resolução ajustada às novas dimensões do produto. Além disso, essa carcaça conta com múltiplos pontos de antena, para trabalhar com diferentes tipos de redes.

Com isso, eles devem resolver de uma vez por todas com o “Antennagate”, evitando frases cretinas como “vocês estão segurando o iPhone da maneira errada” (JOBS, Steve, 2010). O dock conector em dimensão reduzida também pode ser visto no vídeo (todos os rumores falam dessa mudança), além da mudança do conector de fone de ouvido para a parte inferior do aparelho.

Mas o mais importante é que a característica do usuário poder controlar o smartphone com apenas uma das mãos parece estar mantida. A Apple é relutante em adotar smartphones com telas mais largas, citando (entre outros motivos) o fato que é difícil segurar um smartphone com tela laga com uma mão e alcançar alguns ícones da tela com o polegar. E isso não parece acontecer com a carcaça do produto, que você vê no vídeo abaixo.

Via SlashGear