As câmeras popup nos dispositivos de tecnologia não parecem ser uma má ideia. Também não é uma novidade. Mas pode ser muito bem vindo em smartphones e notebooks (e muito melhor que a fita que Mark Zuckerberg colou na câmera do seu Mac).

A Huawei trouxe na sua nova linha de notebooks MateBook X Pro uma tela quase sem bordas, e a solução adotada para a webcam foi integrar uma tecla falsa que se levanta para exibir a lente da câmera quando necessário.

Para uma câmera que só serve para videoconferências, está valendo. E é perfeito para os mais paranoicos que desconfiam que são espionados o tempo todo (se bem que, no mundo perfeito, o microfone também teria uma chave física de liga/desliga).

 

 

Outro caso visto na MWC 2018 foi o do Vivo Apex, smartphone com tela full frontal de verdade, com a câmera escondida em seu corpo, em uma bandeja popup.

O Apex ainda é uma demo com possibilidades de evolução, mas com um peculiar formato que chama a atenção. A má notícia é que essa solução exige um mecanismo, e todo mecanismo é fabricado para durar pouco de propósito.

Se fosse um item intercambiável ou modular, quem sabe ele poderia ser algo universal. Mas isso é um sonho: a indústria quase nunca entra em acordo em um formato.

 

Via TechCrunch