Na vida, nada se cria, tudo se copia. E, se está na internet de graça, pode ser copiado. Bom… não é bem assim que a banda toca.

O combate ao plágio global é algo que se faz necessário. Não apenas por conta do conteúdo que será copiado de forma ilegal, mas também para as cópias ilegais, manipulação de informações, e outras práticas condenáveis dentro da produção de conteúdo para diferentes finalidades.

Não são apenas as instituições educacionais e trabalhos acadêmicos que são afetados pelo plágio. Os veículos de comunicação e jornalismo, centros de pesquisas, professores e educadores, executivos e profissionais de diferentes segmentos sofrem do mesmo problema, que normalmente tem como autores aqueles que não medem o tempo dispensado pelas outras pessoas para desenvolver um conteúdo original.

Alunos que querem notas de forma mais fácil, executivos buscando uma ascensão mais rápida na carreira, veículos de comunicação que querem acessos de internautas… vários são os motivos (ilícitos) para que o plágio aconteça.

Para que você possa se prevenir desse tipo de problema (que causa inconvenientes de todas as espécies), os serviços de verificação de plágio são indispensáveis. Existem várias opções disponíveis na internet, mas a qualidade dessas ferramentas podem variar, de acordo com a solução escolhida.

Nesse post, vamos avaliar os parâmetros de verificação adotados por quatro ferramentas do gênero, mostrando como um detector de plágio gratuito pode ser eficiente para verificar se um texto é original, o quanto ele é original, ou o quanto ele plagia outro texto já existente.

Para o comparativo, vamos usar as seguintes soluções: Plag.pt, Grammarly, NoPlag e Plagiarisma. Em cada plataforma, foram enviados cinco textos, que foram verificados pelo menos três vezes.

A maioria das plataformas exigiram um registro prévio para oferecer o acesso aos seus recursos. Plataformas mais simples permitem a verificação direta e sem registro, mas em compensação tendem a oferecer resultados mais limitados, só permitindo uma verificação mais apurada do texto na sua versão completa e paga.

 

 

Uma das primeiras características observadas em todas as ferramentas é a sua velocidade para verificação dos textos. Pela necessidade de verificar as palavras em diferentes fontes, o sistema naturalmente acaba sendo mais lento. Algumas das ferramentas analisadas contam com um sistema de aceleração da verificação, porém, este é um recurso pago na maioria dos casos.

De todos os serviços, o Plag.pt é o único com esse diferencial de acelerar a verificação do texto mediante pagamento de um pequeno valor adicional. as demais ferramentas levam em média 10 minutos para concluir o processo.

Na maioria dos casos, o serviço gratuito oferece resultados preliminares que podem entregar ao usuário uma ideia geral sobre a originalidade do seu texto. Porém, se você quer usar recursos mais avançados ou verificar mais textos, você precisa pagar por isso e, mesmo assim, algumas limitações estão presentes, como tempo de verificação de textos ou número de textos que podem ser enviados simultaneamente para a plataforma.

 

 

Vale lembrar que algumas plataformas deixam algumas fontes de fora nessa verificação em seu modo gratuito, o que pode ainda incorrer no risco de você ter um texto reproduzido ou que você tenha reproduzido partes do texto de alguém em áreas da internet os serviços não vão verificar.

Em linhas gerais, todas as soluções de detecção de plágio online são fáceis de se utilizar. Os layouts são bem funcionais e intuitivos, permitindo que qualquer usuário com o mínimo de experiência nas plataformas online possam utilizar essas plataformas sem maiores dificuldades.

Essa praticidade é importante para quem não tem tanta familiaridade com a informática ou internet, mas que precisa fazer essa verificação periódica, seja pelas necessidades profissionais ou para fins educacionais.

 

 

Algumas plataformas oferecem limitações de formatos de arquivo para verificação desses documentos. Em linhas gerais, arquivos em .docx e .doc são verificados por todos eles, e a maioria das plataformas também permite a verificação do texto que é copiado e colado a partir do documento original, o que pode facilitar a vida de quem vai utilizar essas ferramentas.

Opte sempre por plataformas que entregam essa flexibilidade de formatos, para permitir um trabalho mais ágil no processo de verificação.

A maioria dos softwares que exigem o registro de nome de usuário e senha também permite salvar as verificações de plágio na conta desse usuário, até mesmo para que o registro desse documento seja feito para uma comprovação da originalidade do texto em um momento posterior.

Todas as ferramentas utilizadas contam com versões online, dispensando o download ou a instalação de software adicional no computador.

 

Em linhas gerais, todas as ferramentas são pensadas e orientadas para diferentes grupos de usuários (professores, estudantes, blogueiros, jornalistas, instituições), porém, as ferramentas pagas tendem a ser mais completas nesse aspecto.

Por fim, concluímos que as opções disponíveis no mercado dentro da categoria detector de plágio gratuito são das mais diversas, mas com algumas delas mais focadas para o usuário brasileiro (ou que quer verificar os seus documentos em português). Ferramentas em inglês podem não oferecer resultados tão precisos e focados nos textos para o nosso idioma, e isso pode interferir decisivamente na qualidade da avaliação.

Por isso, para resultados de melhor qualidade, recomendamos o uso de verificadores de plágio em português e, de preferência, ferramentas que ofereçam maiores recursos de verificação, mesmo que tais recursos sejam pagos.

Particularmente, o Plag.pt é uma das opções que recomendamos para detecção de plágio em textos em português, já que oferece ferramentas avançadas de análise de texto nos seus conteúdos pagos.