zuck.jpg.pagespeed.ce.c8KA2du5sx

É sempre a mesma coisa. Sempre quando uma falha de segurança acontece, o comunicado começa com a seguinte frase:

“Em/no/na (coloque o nome de uma empresa qualquer nesse espaço), nós levamos a privacidade do usuário a sério.”

A empresa da vez, nesse caso, é o Facebook. A rede de Mark Zuckerberg reconheceu, de forma quase humilde, que um bug em seu sistema de segurança permitiu o vazamento de informações pessoais de seis milhões de usuários da rede social. Pelo menos.

Em um post publicado no blog oficial do Facebook, a equipe de segurança da empresa explica que a informação que eles utilizam para enviar recomendações de amigos foi “armazenada de forma inadvertida com a informação de contato de usuários, como parte da conta do Facebook”. Isso fez com que pessoas “que já conhecemos fora do Facebook” pudessem ver o endereço de e-mail ou números de telefones cadastrados.

A falha foi detectada através do programa de hackers do Facebook, que é utilizado para detectar as falhas de segurança na rede social. A seguir, trecho do comunicado.

“Concluímos que aproximadamente 6 milhões de usuários do Facebook viram compartilhados os seus endereços de correio eletrônico ou os seus números de telefones cadastrados. Outros dados foram incluídos nos downlads, mas não estavam conectados a nenhum usuário do Facebook ou nomes de pessoas. Quase todos os endereços de e-mail ou números afetados só foram incluídos em um ou dois downloads. Isso significa que a maioria dos dados só ficaram expostos para apenas uma pessoa. De forma adicional, não foram incluídos outros dados pessoais ou financeiros, e apenas o pessoal no Facebook (e não desenvolvedores ou anunciantes) tiveram acesso à ferramenta DYI (Download Your Information).”

Segundo o Facebook, a falha foi resolvida em menos de 24 horas, o que não só ilustra a velocidade de resposta da equipe técnica da rede social, mas também o pouco que custa “perder” os dados pessoas de milhões de pessoas quando você tem nas mãos a maior rede social do mundo. A seguir, o comunicado na íntegra que os usuários afetados estão recebendo.

xfacebook-carta.png.pagespeed.ic.9AyzzuOOIX

Via TechCrunch, Facebook