macbook pro 2016

 

Depois de serem reprovados pela Consumer Reports por conta de variações absurdas na autonomia de bateria, a Apple corrigiu o bug dos novos MacBook Pro 2016. E o culpado do problema era a GPU.

Não é um problema simples. O MacBook Pro usa duas placas gráficas: a integrada na CPU e a Radeon Pro, mais potente para um melhor desempenho em aplicativos mais exigentes.

O problema estava relacionado com o processo de ativação e transição entre os modos de funcionamento, fazendo com que, de forma aleatória, enquanto se utilizava o Safari, o MacBook Pro ativasse a Radeon Pro, consumindo bem mais bateria, até mesmo depois de encerrar completamente o navegador.

Com a correção, a Apple ajustou o nível de exigência necessária para ativar a Radeon Pro. Porem, e preciso levar em consideração que em alguns momentos é impossível evitar o consumo para a GPU mais potente, quando por exemplo utilizamos monitores externos.

Mas supondo que você vai usar um cabo USB Type-C/Thunderbolt 3, isso não deve ser um problema, já que o notebook será recarregado simultaneamente.

 

Via Macworld