A Boston Dynamics apresentou a nova versão daquele que eles consideram ser o cachorro do futuro, o SpotMini.

Apesar de ter dúvidas se as crianças vão mesmo se apaixonar por um cachorro robô sem cabeça.

Fato é que a nova versão do SpotMini é mais ágil e leve, com movimentos mais fluídos. Isso demonstra um avanço no design do robô. A Boston Dynamics não revela números sobre a nova versão, mas a primeira geração do robô pesa 25 quilos, e tem autonomia para se manter ativo por 90 minutos, e recebe uma série de sensores e câmeras de profundidade para o seu deslocamento.

A nova versão muito provavelmente refinou todos esses pontos, mas vamos ter que esperar um pouco mais para conhecer todos os detalhes.

A evolução conquistada pela Boston Dynamics em seus robôs é algo expressivo, principalmente quando pensamos nas primeiras (e risíveis) apresentações dessa tecnologia.

Por outro lado, não dá para não ter medo de como sera o futuro desses robôs. O jeito é torcer para que eles não se voltem contra nós.