BLU-Energy-JR

A realidade é uma só: poucas pessoas precisam de um smartphone de última geração, com processador de muitos núcleos e grande quantidade de RAM. Hoje, a maioria só usa seus dispositivos para tarefas muito básicas (mensagens, redes sociais, etc), com baixo nível de exigência. Logo, smartphones como o BLU Energy JR são altamente consideráveis.

Estamos diante de um modelo de baixo custo, que fica inclusive fora do que hoje consideramos um dispositivo de entrada:

– Tela de 4 polegadas (800 x 480 pixels)
– Processador MediaTek MT6751 quad-core (Cortex-A7) a 1.3 GHz
– GPU Mali 400
– 256 MB de RAM
– 512 MB de armazenamento (expansíveis via microSD)
– Conectividade 2G
– Bateria de 3.000 mAh, que oferece até três dias de autonomia
– Câmeras de 3.2 MP e VGA

O seu design lembra bastante alguns modelos da HTC na parte frontal, enquanto que a parte traseira possui um acabamento parecido com o adotado pela Samsung no Galaxy Note 3, em uma espécie de simulação de couro.

BLU-Energy-JR-2

Falando do seu desempenho, seus quatro núcleos do processador devem compensar a baixa quantidade de RAM, que é o seu único ponto fraco de verdade. E, mesmo assim, o modelo oferece uma interessantíssima relação custo-benefício.

Já vimos modelos com a mesma quantidade de RAM e com processadores de dois núcleos rodando o Android KitKat em condições aceitáveis, de modo que podemos deduzir que o BLU Energy JR não deve decepcionar aos usuários que procuram um smartphone muito acessível, mas capaz de oferecer o mínimo de experiência de uso.

Relembrando: seu preço é de apenas US$ 39,99.

Não deve chegar ao Brasil tão facilmente, mas quem sabe você cruze com ele através de algum importador ou mercado alternativo, ou até mesmo nos sites internacionais que entregam seus produtos por aqui com três meses de prazo.

Via PhoneArena