blackphone

O BlackPhone foi apresentado no começo de 2014, como uma aposta da Silent Circle e da Geeksphone para obter a privacidade plena em um smartphone. Para isso, eles criaram um dispositivo top de linha com uma personalização do Android 4.4 (PrivatOS), e uma suíte de ferramentas que protegem o usuário dos interesses alheios.

Mas depois de sua apresentação na Mobile World Congress e das primeiras unidades sofrerem um atraso nos envios, suas especificações ainda não haviam sido detalhadas. Mas isso começou a mudar hoje.

Foi revelado que o processador do BlackPhone será o NVIDIA Tegra 4i com quatro núcleos a 2.0 GHz, com um quinto núcleo de economia de bateria e modem LTE cat 4 (até 150 Mbps) integrado. Detalhe: não serão 2 GB de RAM, mas sim, 1 GB.

Sobre as demais características, não temos muitas novidades: tela IPS de 4.7 polegadas (1.280 x 720 pixels), 16 GB de armazenamento interno (expansíveis via microSD), câmera traseira de 8 megapixels com flash LED, câmera frontal de 5 megapixels, Bluetooth 4.0 e bateria de 2.000 mAh.

Com tais características, o BlackPhone conta com um perfil bem interessante, com o diferencial da câmera frontal de cinco megapixels, mas pecando na pouca memória RAM. De qualquer forma, por ser o primeiro smartphone da empresa, e pelo foco principal do produto ser a privacidade, podemos dizer que eles fizeram um bom trabalho.

Seu lançamento oficial é esperado para o mês de junho, com um preço sugerido de US$ 629.

Via BlackPhone